Era Uma Vez Jean Charles…

Ontem eu fui ao cinema assistir ao filme que fala de uma parte da trágica vida que Jean Charles teve na Ingleterra. O filme começa com a chegada de mais uma prima sua ao país e ele ainda no aeroporto mostra todo jogo de cintura necessário para ajudar a entrevista de sua prima na imigração e da uma primeirca lição. A confiança e a segurança são os grandes segredos. Tanto para ajudar nas explicações, para contar a verdade, quanto para a mentira. Jean realmente era um Brasileiro confiante que abandonou o Brasil em busca de oportunidades. Eu estava cheio de lições para escrever aqui sobre a conduta de Jean Charles. Entre elas ser companheiro e solidário. Jean foi pra Inglaterra e nas primeiras oportunidades levou todos aqueles amigos que estavam precisando de ajuda para tentar ganhar a vida em um outro país, onde para alguns, as oportunidades são diferentes. Jean não é companheiro apenas de seus amigos brasileiros. É parceiro dos caras que conhece e trabalha junto na Inglaterra. Nos primeiros vinte minutos de filme, além de ajudar a prima a entrar na Inglaterra, a conseguir um emprego, ele ajuda com companheiro de emprego a não ser demitido.

Não, Jean não era um santo. E eu nem você somos.

Jean conhecia um “pessoal” que conhecia “outro pessoal”, que participava do esquema de passaportes. No início do filme Jean alega que conseguiu o visto permanente para a Inglaterra por que é casado com uma inglesa. MENTIRA. Mas, uma vez dentro do jogo, você precisa se manter jogando. Como conseguir um visto permanente pra Inglaterra? Infelizmente pessoas que procuram empregos e oportunidades não são bem-vindos nos países que se julgam os melhores do planeta. É triste saber que somos encarados como bandidos e saqueadores em outros países. É triste, mas essa é a fama, não só dos brasileiros, mas de todos que saem com a cara e a coragem para procurar oportunidades mundo a fora. É por essas e outras razões que eu acredito que devemos nos dar valor e não nos humilhar por aí afora.

Eu iria contar a história de Jean na Inglaterra através de lições. De atitudes, ações e conselhos que ele deixou pra quem tava junto dele (1. Mentiras precisam ser bem contadas; 2. Fique quieto; fale somente o necessário; 3. Tenha sempre um plano b, ou esteja preparado para arcar com as consequencias; 4. Não se vislumbre facilmente; 5. AJUDE AS PESSOAS). MAS, ao ver a cena, em primeira pessoa, de um jovem BRASILEIRO sendo injustamente FUZILADO por quatro ou cinco políciais com mais de DEZ TIROS à queima roupa e pelas costas, o meu sangue ferveu. E mais do que apenas deixar as lições da pessoa que foi Jean Charles, eu vou usar esse artigo como uma forma de jogar um pouco de merda no ventilador.

Quando Jean Charles foi assassinado, em 2005, eu estava no segundo ano de faculdade. Quando vi a primeira notícia da morte de um brasileiro com suspeitas de envolvimento com o terrorismo, eu simplesmente desacreditei. A violência daqui, os protestos, as guerras, os problemas e as necessidades são diferentes. O Brasil não exporta terroristas. Nossa guerra não é a deles. Eu acredito que nenhum brasileiro em sã consciência deveria acreditar nisso. Qualquer estrangeiro que morra fora de suas terras é tratado como bandido. E o povo já acostumou-se a ficar quieto. MAS, eu me REVOLTO. O que o governo brasileiro fez para exigir a punição dos culpados de um jovem trabalhador? O que o governo brasileiro fez para ajudar a solucionar o caso? O que o governo inglês fez para SOLUCIONAR de vez o caso? O que o governo inglês fez para mostrar que estava comprometido com a VERDADE e que a Inglaterra não era um país RACISTA? Eles não fizeram nada. O Brasil, o ministro das relações exteriores, o presidente (?) Lula, ninguém fez NADA. A Inglaterra quis comprar a família de um pobre trabalhador brasileiro com sessenta mil reais. O governo arquivou o processo e não puniu nenhum dos envolvidos no assassinato.

Hoje Jean Charles virou uma história. Uma história de vergonha para a Inglaterra. Uma história de exemplo de preconceito e racismo. Afinal, Jean morreu porque foi confundido com um muçulmano. MAIS RACISMO AINDA. O filme sobre Jean Charles foi feito para mostrar ao mundo como os países mais evoluídos no quesito inteligência são vergonhosos. Como é ridícula a discriminação, o preconceito e o mais importante, que não é apenas aqui que a jstiça fica de lado.

Eu acho uma pena, por que mesmo o filme, com toda a ilustração da situação não vai conseguir demonstrar a atrocidade inglesa pelo mundo. O filme era pra ser um protesto, que deveria ser abraçado por todos os brasileiros, que tinham a obrigação de não deixar se apagar a COVARDIA daquele ato. MAS.. isso aconteceu em 2005. Hoje o assunto é outro. Jean Charles não vende mais jornais. O filme? Bem, não é o mais comercial dos filmes. O herói não tem super-poderes, sofre, se da mal, é pobre e no fim ainda morre covardemente. Que namorada, que amiga, QUEM vai aceitar um convite desses pra ir ao cinema.

O Matozo aceitou. Ele foi. E saiu com o coração do mesmo jeito que eu: cheio de rancor e raiva. Porque ANIQUILARAM covardemente um dos nossos longe daqui, e o seu povo, o seu governo, que deveria protegê-lo… NADA FEZ. O que eu fiz? Estou fazendo com que esse nome não seja esquecido. Fazendo com que essa história não seja mais uma estória. Que a Inglaterra não saia dando risadas como os políticos brasileiros e os assassinos do índio pataxó. Eu estou fazendo o que eu acho certo e digno. Estou escolhendo gritar pra todo mundo ouvir que ninguém pode agir covardemente com um brasileiro e ficar impune. Assista ao filme, encare a realidade e os fatos: o mundo é em preto e branco. Jean Charles é um filme pra assistir inúmeras vezes e lembrar o quanto existe de impunidade around th world.

Eu estou aqui pra gritar, pra berrar!! Quem mais vai fazer coro comigo?

“Se os bons morrem mesmo cedo, a triste sina não perdoa o erro. Apenas novos atores para um mesmo enredo (…) Almas sangram quando cai a noite. Quem serão os próximos atores? Senhoras e senhores”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s