O que Podemos Aprender com o Aikido?

1. Motivação. Tadao diz que cada pessoa deve saber o que se passa de verdade em seu coração, ou seja, entender qual é realmente a força que move suas ações. “É ruim quando um vendedor não acredita no que vende ou não tem certeza se aquilo será bom para quem vai comprar. Nesse caso, o interior da pessoa não está bem com o que ela faz, isto é, os sentimentos são contrários à ação”, explica. É importante que o indivíduo tenha confiança no que realiza. Mas, para isso, precisará saber no que realmente acredita e quer para sua vida. “Assim, acreditamos que os negócios vão prosperar. Agora, se mesmo sabendo que não é bom, a pessoa tentar vender, certamente não terá bons resultados. A mente e a força do pensamento influenciam muito no que você faz.”

2. Foco. Quando uma pessoa inicia algo, ela deve ter um objetivo. No caso do Ki Aikido, é o crescimento através de melhores graduações. No entanto, Tadao lembra que se deve visar essa meta, porém não se pode esquecer a finalidade dessa prática: “O indivíduo precisa ter o objetivo de crescer, mas sempre focado na finalidade, que é buscar a harmonia entre o corpo e a mente. Com a prática, a pessoa começa a expandir sua energia e consegue superar qualquer problema”.

3. Iniciativa. Ao escolher fazer algo, a pessoa deve realmente fazer, ou seja, não adianta só pensar, é preciso agir. E se, em algum momento, descobrir que acabou pegando o caminho errado, precisa ter a mesma iniciativa: interromper e parar de fazer. É importante aceitar a ideia de que errou e corrigir isso. “Essa avaliação é fundamental em tudo o que fazemos”, afirma.

4. Inteligência Emocional. Mesmo para um mestre oriental, é difícil evitar os conflitos do dia a dia, mas é possível diminuí-los. Na opinião de Takao, o primeiro passo é respeitar os outros e deixá-los falar: “Aprenda a ouvir! Ao fazer isso, você pode perceber que o que o indivíduo está falando não é tão errado assim, pode também ver outra forma de pensar e aprender com ela, e isso é importante para o seu crescimento e o crescimento do outro. Não adianta querer impor seu pensamento a qualquer custo, porque lá na frente você poderá descobrir que estava errado. É preciso valorizar a comunicação e ter a vontade de crescer com outras pessoas”.

5. Disciplina. As pessoas que praticam Ki Aikido apenas durante as aulas demoram mais para se desenvolverem que aquelas que praticam todos os dias em diferentes momentos. “Dedicar-se ao estudo somente no tatâmi não é suficiente e traz uma resposta muito mais demorada”, diz. Assim como em tudo na vida, o mestre explica que os resultados dependem do esforço individual para atingir objetivos: “As pessoas de negócios devem prestar atenção se estão se esforçando ao máximo a todo o momento”.

6. Resiliência. O equilíbrio, tão buscado pelo Ki Aikido, é muito importante para superar as dificuldades e ter tranquilidade a fim de resolvê-las. “Se surge um problema e o indivíduo fica muito nervoso e preocupado, a tendência da situação piorar é muito maior. Ele precisa estar com a mente e o corpo em equilíbrio para resolver aquilo. Assim, vai pensar e ver diversas formas para solucionar seus problemas. Com o Ki Aikido, as pessoas aprendem a chegar nesse nível de equilíbrio, mas existem diversos outros métodos para isso. Cada um deve buscar o que melhor se adapte ao seu perfil”, aconselha.

7. Criatividade. O Ki Aikido é uma arte marcial voltada para a autodefesa, diferenciando-se das outras que buscam o ataque. “Através dessa maneira diferente de ver a arte marcial, podemos aprender melhores formas de nos relacionarmos com os outros, desenvolvemos o relaxamento do corpo e trabalhamos para expandir nossa energia, visando sempre o autoconhecimento”, adverte.

8. Ética. Uma empresa que está apenas preocupada em derrubar a outra, ou um vendedor que deseje prejudicar o outro, está indo contra os princípios de ética e moral. Os do Ki Aikido defendem que todos precisam visar crescimento e melhorias. “Não é errado buscar a vitória e o crescimento, o problema está em querer prejudicar os outros para conseguir isso. É importante vencer, mas seu sucesso deve acontecer através de um bom treinamento. Essa é a forma correta de buscar a vitória”, esclarece.

9. Persistência. Cada vez mais as pessoas querem resultados muito rápidos. No entanto, é preciso entender que cada um tem o seu ritmo. “Não é porque alguém faz o mesmo estudo que terá o mesmo resultado. Em um grupo de vendas, alguns indivíduos se destacam mais que os outros tendo iguais condições. Certamente, os que se sobressaem têm um diferencial”, afirma. Na opinião de Tadao, é importante estar equilibrado e focado a fim de prestar atenção no que precisa ser feito durante o processo, e não apenas no resultado. Ele ressalta que, muitas vezes, as pessoas só pensam no fim, mas esquecem do meio que precisam atravessar. Por isso, a persistência é tão importante para garantir a dedicação no meio do processo e, consequentemente, um resultado melhor.

10. Autodesenvolvimento. No Ki Aikido não existe a ideia de que se atinge o máximo. “A pessoa não pode achar que está pronta ou que é melhor que os outros. O ser humano precisa buscar o aprendizado sempre. Tanto no Ki Aikido como no mundo dos negócios, se a pessoa achar que sabe tudo, ficará atrasada. E por mais que se atinja um nível elevado de autocontrole e equilíbrio, um pouco que ela se descuide pode fazer com que perca o que já conquistou. Por isso, deve se aprimorar cada vez mais!”, finaliza Tadao.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s