Paixão é o Segredo Para o Sucesso.

Ronald Degen, um dos responsáveis por difundir o empreendedorismo no Brasil, fala da importância da paixão para o sucesso do negócio, da melhor idade para começar a empreender, da frustração que uma franquia pode causar e como iniciar sem dinheiro.

Empreendedores de sucesso têm um perfil diferente daqueles que não vêem o empreendedorismo como opção de carreira?
Isso é um mito. Na verdade, o que percebo é que os empreendedores de sucesso, assim como pessoas bem-sucedidas que trabalham em outras áreas, têm um descontentamento nato que os ajuda a se destacar do resto. Eles não se conformam com o mundo e tentam adaptá-lo a si. Além disso, possuem grande necessidade de fazer acontecer e não medem esforços para alcançar o sucesso. Vida de empreendedor não é para qualquer um. Pelo menos no início, são no mínimo dez horas de trabalho diário, sete dias por semana.

A crise é um bom momento para abrir uma empresa?
Com certeza. Em geral, as pessoas estão acostumadas com determinado padrão de consumo que é difícil ser quebrado. Compram sempre a mesma pasta de dente, frequentam os mesmos restaurantes, vão as mesmas lojas. É muito difícil convencê-las a experimentar algo novo. Porém, em momentos como o atual, elas repensam os modelos de consumo e ficam mais abertas a novidades porque precisam economizar. A crise é uma ameaça ao estabelecido. É a oportunidade para o novo.

Existe idade certa para se tornar empreendedor?
O período universitário, dos 18 aos 25 anos, é o ideal. Nessa fase o jovem pode assumir riscos, pode experimentar. Ainda não possui responsabilidade com filhos, com despesas elevadas e pode recorrer à ajuda dos pais. Se o negócio não der certo, ele ainda tem a chance de recolocar-se no mercado de trabalho. A maioria das empresas valoriza funcionários que já tiveram um negócio próprio na juventude. Outra possibilidade, é virar empresário depois da aposentadoria. Nessa fase da vida, muita gente que não suporta a ideia de parar de trabalhar monta uma empresa. Como já tem renda garantida, o negócio vira uma maneira de preencher o tempo, conhecer pessoas, se divertir.

Teoricamente, devido à experiência no mundo empresarial, as chances de um grande executivo tornar-se dono da própria empresa são maiores. Porém, não é o que se observa na prática. Por quê?
As estatísticas mostram que muitos executivos quando tentam abrir uma empresa não se adaptam a estrutura do pequeno negócio. Nenhuma empresa nasce grande, é preciso crescer aos poucos para ter um desenvolvimento sólido. Conheço casos de executivos de renome que trabalhavam em multinacionais e decidiram pedir demissão para ser empresários. Eles compraram o escritório e contrataram a secretária antes mesmo de saber o que iam fazer. Como não houve um plano de negócio, perderam dinheiro logo de cara. Também há executivos que têm capital, desejam ter um empreendimento e estão sempre de olho nas oportunidades, mas não querem largar o emprego formal. Nesse caso, eles se tornam o que chamamos de investidores anjos, ou seja, investem capital e tornam-se sócios em empreendimentos. Encontrar um investidor anjo é o caminho ideal para jovens empreendedores.

Como atrair um investidor anjo?
Se a ideia de negócio é boa, ela certamente vai despertar interesse. Porém, é fundamental que as universidades incentivem mais o empreendedorismo, criem competições de planos de negócios. Conheço um jovem que ganhou uma dessas competições e foi convidado para apresentar seu projeto, uma fábrica de sucos, nos Estados Unidos. Lá se associou a um investidor anjo que bancou a ideia.

Os negócios bem sucedidos se baseiam em quê?
Há uma corrente de estudiosos nos Estados Unidos, com a qual me identifico, que diz que o que leva ao sucesso é a paixão. Ela é o que move barreiras e não nos deixa desistir. É claro que além disso é preciso identificar oportunidades de negócio, ser bem organizado financeiramente e saber traçar metas. Entretanto, se observarmos a trajetória de vários empreendedores de sucesso todos eles têm em comum adoração pelo que fazem.

Quais são os principais erros cometidos pelos empresários?
A área financeira é a maior responsável por fracassos. Estudo feito pelo Sebrae em 2005 aponta que o grande erro é subestimar a necessidade de capital ou vender para clientes que não pagam no prazo, dão calote. Outro problema muito comum é o proprietário ver o caixa cheio de dinheiro, achar que está rico e comprar uma BMW, ao invés de reinvestir na empresa. Também existem pessoas que simplesmente não se adaptam ao estilo de vida dos empreendedores. O dono de uma padaria, por exemplo, pode se cansar de ter que trabalhar aos finais de semana, acordar sempre cedo e ir dormir tarde. A falta de tempo para o lazer e para a família pode fazê-lo fechar as portas.

No Brasil, as franquias ainda são o setor mais procurado por quem quer abrir uma empresa?
Sim, porque elas apresentam uma série de vantagens. O risco do franqueado é menor, pois ele aposta em algo que já deu certo e conta com todo o apoio do franqueador para abrir e operar o negócio. É uma boa oportunidade de aprendizado. Por outro lado, a chance de crescimento é quase nula e como o sistema é muito rigoroso o franqueado não tem tanta liberdade para agir como quiser. Ele precisa cumprir metas, mostrar resultados de vendas, seguir a risca a padronização. Alguns empreendedores mais criativos se frustram com a rigidez imposta pelo modelo de negócio do franqueador.

É possível ficar rico sendo franqueado?
Não. O franqueado trabalha muito e ganha razoavelmente bem. Talvez um pouco mais do que receberia se estivesse empregado, mas não a ponto de ficar rico.

Qual a melhor maneira de driblar a concorrência?
Oferecer um produto melhor, por um preço melhor é uma saída. Quando o produto e o preço são os mesmos do concorrente, caprichar no atendimento pode fazer toda a diferença.

Por que é tão comum encontrar sociedades que não dão certo? Como escolher um sócio?
Sociedade é igual a casamento. É preciso ter paciência, saber ceder e, acima de tudo, é necessário que os sócios tenham características que se complementam. Se você não entende absolutamente nada de culinária e quer abrir um restaurante, o ideal é se associar a um chef e ficar com a parte administrativa. Quando há complementaridade, os pontos positivos de cada um aparecem e o negócio vai para frente.

No livro, o senhor afirma que muitos empresários trabalham demais e ganham menos do que gostariam. Por quê?
Porque eles abrem negócios medíocres, que não têm barreiras para a entrada da concorrência. Vamos supor que você monte uma academia de pilates em um bairro sem concorrência. Se o negócio for bem, certamente outras pessoas, atraídas pelo seu sucesso, também vão abrir academia e, em pouco tempo, você começará a dividir a clientela. É assim que um negócio sem barreira de entrada se torna medíocre e o empreendedor passa a trabalhar mais e ganhar menos. Agora, se o negócio está baseado em alguma característica positiva do dono, a situação é outra. Nesse caso, o empreendedor trabalha bastante, mas ganha bastante também. Bem mais do que se estivesse em um emprego formal.

Como iniciar sem dinheiro?
Para começar um empreendimento sem capital, a melhor solução é fazer uma sociedade. É preferível ser sócio, mesmo minoritário, em um negócio bem capitalizado do que correr o risco do improvável insucesso por iniciar sem recursos financeiros suficientes, ou mesmo não realizar o negócio. A maioria dos empreendedores de sucesso começa sem dinheiro e não vejo razão alguma para que um candidato a empresário não possa realizar seus objetivos, mesmo não dispondo do dinheiro necessário.

Anúncios

Um pensamento sobre “Paixão é o Segredo Para o Sucesso.

  1. Só discordo da última resposta. Não adianta ter capital, sócio investidor, se não há venda.
    Venda tem que ser prioridade em qualquer empresa, e por incrível que pareça, as pessoas preparam tudo antes, menos as vendas. Pra quem eu vou vender? Como vou chegar até ele? Ele precisa da minha empresa? O que eu tenho ou faço, para que o cliente me escolha? Eu sou a 1º? 2º? 3º opção do meu cliente? ou sou mais um participante de uma fatia de mercado?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s