Qualquer um pode inovar, mas nem todos podem

Sim, é verdade. Qualquer um pode inovar, realmente. Mas, nem todo mundo pode. Vamos ao porquê…

É muito simples. Antes de mais nada, para inovar é preciso habilidades combinadas com a vontade.

As habilidades necessárias são muito avançadas. Para começar, você precisa identificar um problema, compreendê-lo e, em seguida, ter acesso à pessoas e informações que podem lhe ajudar a resolver o problema.

E isso é apenas o começo.

Qualquer pessoa pode identificar problemas, mas nem todo mundo tem a paciência e a vontade de cavar mais fundo e continuar.

E, não muitos têm a capacidade de cultivar uma rede de ideias que seja constantemente alimentada com ideias e insights, já que nem todo mundo tem acesso à diversas fontes de conhecimento que podem ajudar a enxergar além do óbvio. E isso é crítico.

Além do mais, o fato de você ser criativo não significa nada. Milhares de pessoas altamente criativas são totalmente indisciplinadas.

As pessoas que estão mergulhadas em suas ideias precisam de uma mão amiga para fazer as coisas acontecerem. E aí que as coisas acontecem e, com a vontade, surge a ousadia.

Aqui está o gargalo. Como você vê, não é tão simples pedir ideias às pessoas e deixar que as pessoas façam o que vem à cabeça. A menos que a cultura exista, definida pelo líder, não espere que as pessoas assumam riscos e experimente as coisas.

Então, o que uma empresa precisa fazer?

A sua empresa está pronta para o desafio de criar uma cultura de inovação?

A sua empresa está pronta para o desafio de criar uma cultura de inovação?

#1. Começar a falar.

Mais fácil do que fazer, mas se a sua empresa não é tradicionalmente inovadora, então você deve fornecer às pessoas competências para a inovação.

#2. Saia do modo zumbi.

Se você é uma empresa que começou a inovar, mas perdeu o rumo, você precisa voltar às suas raízes. O mais provável é que você começou a fazer negócios de maneira usual e, precisa de uma redefinição para sair do modo zumbi.

Pergunte-se: qual a nossa razão de existir? Por que nossos clientes nos valorizam? Que diferença estamos fazendo para as pessoas? Se começássemos hoje o que faríamos de maneira diferente?

Os sinais de alerta estão bem na sua frente.

Empresas, em sua maior parte, tratam de novas capacidades como nada mais do que módulos para a estrutura atual. Este é um sinal de alerta, pois para criar uma nova capacidade, como a inovação, é preciso parar de fazer outras coisas.

Qualquer pessoa pode inovar se estiverem dispostas a mudar seus caminhos, mas nem todos podem mudar porque muitas vezes isso não é uma prioridade.

Aqueles com coragem estão fadados à glória. Dê o primeiro passo, derrame um pouco de suor para dar lugar a novos recursos. É assim que se começa a transformação.

___

Este artigo foi adaptado do original, “Anyone Can Innovate, But Not Everyone Can”, do Innovation Excellence.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Qualquer um pode inovar, mas nem todos podem

  1. Ótimo artigo. Gostei muito da parte “E, não muitos têm a capacidade de cultivar uma rede de ideias que seja constantemente alimentada com ideias e insights, já que nem todo mundo tem acesso à diversas fontes de conhecimento que podem ajudar a enxergar além do óbvio. E isso é crítico.” Conhecimento é key junto com boas conexões

  2. Não acho que é só assim. O problema está na infeliz cultura de “não vamos mexer em time que está ganhando” e muitas vezes não está ganhando, só habita uma zona de conforto.
    Hoje a inovação está mais palpável, existe até de maneira processual, não como “um insight criativo” abandonado à admiração de poucos. Primeiro, uma empresa que deseja ser inovadora, deve inserir isso no seu DNA. Isso exige sérias mudanças.

    Hoje, muitas Cias se dizem inovadoras na “visão, missão e valores” mas vivem de copiar soluções criadas por outras empresas e ainda repudiam ou desvalorizam as novas soluções criadas dentro de casa por seus próprios funcionários..
    Inovar exige espaço para ERROS. Sim, a empresa inovadora DEVE ter tolerância aos erros que delinearão o caminho do sucesso. Poucas empresas sequer começam uma ação sem ter “uma previsão precisa do futuro”, sendo que no processo inovativo, tudo se inicia com o objetivo final, sem saber muitas vezes qual será o caminho para chegar lá. Quer inovar? assuma o risco.

    Outro problema, é como as cias ainda vêem as fontes de inovação. Ao se aprofundar no assunto, você descobre que o sucesso está em uma “cultura inovativa” não em alguns “funcionários visionários.”
    Hoje, existem softwares que centralizam ideias de todos os stakeholders, ideias avaliadas por um comitê de inovação de funcionários que têm apoio e investimento da empresa para testar, aprimorar as ideias, errar, até trazê-las a luz.

    A inovação nas empresas começa no indivíduo, fato, mas só vira realidade com o apoio da empresa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s