Casos de Marketing 1-a-1.

A edição desse mês da Revista VendaMais selecionou três cases de Marketing 1-a-1 que deram resultado. Veja abaixo quais são eles:

1.iRobot

O que faz – Aspiradores de pó automáticos.

Quem – Maryellen Abreu, diretora de suporte técnico global.

O grande problema – “Como utilizar as diferentes formas de conexões e redes sociais é uma das nossas grandes preocupações no momento. É difícil se manter atualizado e usar todos os mecanismos que as outras pessoas para se comunicar, principalmente em nosso caso, que atraímos atenção de públicos distintos. Nossos robôs são muito discutidos por indivíduos apaixonados por tecnologias, mas nossos principais clientes são os idosos e as pessoas com dificuldades nos movimentos. É um desafio encontrar a maneira ideal de se comunicar com cada um deles.”

A solução – “Nossos vendedores são instruídos a conversar com clientes duas vezes por dia, no mínimo. A informação que vem desses clientes flui com facilidade na empresa. Depois de resolver o problema ou questão daquele consumidor, vamos em busca dos outros. Além disso, temos mais de 30 vídeos no YouTube que ensinam as pessoas a cuidarem melhor de seus robôs.”

2. Carnival Cruise Lines

O que faz – Cruzeiros marítimos.

Quem – Shannon Balliet-Antorcha, diretora de informação de clientes e database marketing.

O grande problema – “O mesmo de muita gente: como manter a demanda em meio à situação financeira adversa de nossos clientes, pois as estratégias de preço e promoções não bastam.”

A solução – “Usamos as informações de nossos consumidores. Passamos da segmentação simples para análises de perfil e, mais recentemente, de previsões de comportamento. Quando olhamos nosso público-alvo, não vemos dados demográficos, e sim comportamento. Chamamos esse público de “cheio de vida”: são participativos, exploradores e sabem se divertir em grupo. Produzir peças publicitárias falando exclusivamente para esse comportamento aumentou sua relevância e resultados.”

3. Wells Fargo

O que faz – Atividades bancárias.

Quem – Tim Collins, vice-presidente sênior de marketing de experiência.

O grande problema – “O tamanho de nossa empresa é o maior desafio. Temos mais de 200 mil funcionários, o que torna difícil passar uma mensagem única a todos. Além disso, queremos que o cliente interaja mais com o banco.”

A solução – “Criamos o programa One Wells Fargo em que todos na empresa, independentemente da função, devem identificar como ajudam a gerar uma boa experiência para o cliente. Para responder isso, é necessário estudar o conceito e o que o Wells Fargo quer para seus correntistas. Esse programa ajudou todos a focarem no cliente.

Procuramos também facilitar a interação – somos uma das poucas empresas que possui duas contas no Twitter. Uma delas se chama Ask_WellsFargo, em que duas pessoas se revezam para responder as dúvidas dos consumidores. Essa conta já tem mais de mil seguidores.”