Hoje é o primeiro e o último dia.

Dias atrás eu iniciei uma série de  posts sobre liderança. O post foi inspirado no livro de John Wooden, “Jogando pra Vencer” e é um checklist de alguns comportamentos para despertar o espírito da liderança.

O checklist é composto de sete itens:

  1. Seja verdadeiro consigo mesmo;
  2. Ajude os outros;
  3. Faça de cada dia sua obra prima;
  4. Leia bons livros, sobretudo a bíblia;
  5. Transforme a amizade em uma arte;
  6. Construa um abrigo para os seus dias de chuva; e
  7. Ore todos os dias para pedir orientação e agradecer as bençãos que recebeu.

Estamos na segunda semana do ano. Ou seja, aquele furor de ano novo, das resoluções, promessas, paz e amor já perdeu o gás, a chama já deu aquela diminuída. Nós vivemos e acordamos, cada dia como se ele fosse apenas uma parte de uma coisa maior. E não como se cada dia fosse essa coisa maior.

Nós sempre achamos que teremos o dia de amanhã, mas na verdade, não temos nenhuma garantia de que estaremos de pé ao amanhecer. E, tentar fugir da morte não vai garantir vida eterna pra ninguém. Só vai fazer você ter uma vida sem nenhuma história pra contar. Por isso, melhor do que temer a morte, é se entregar à vida como se hoje fosse o último dia.

A verdade é que a morte está aí. Mais dia menos dia ninguém sai ileso do encontro com ela. Mas, muita gente só se da importância de não temer a morte e, aproveitar o dia como se fosse o último quando se depara com ela, ou quando quase morre.

Steve Jobs diz isso.

Ninguém quer morrer. Mesmo as pessoas que querem chegar ao Paraíso não querem morrer pra estar lá. Mas, apesar disso, a morte é um destino de todos nós. Ninguém nunca escapou. E deve ser assim, porque a morte é provavelmente a maior invenção da vida. É o agente de transformação da vida. Ela elimina os antigos e abre caminho para os novos.

E ele, quando se deparou com a morte, viu que, mais cedo ou mais tarde vamos morrer e, depois disso, o que vai restar são as memórias. Nossas realizações, nossas ideias, nosso legado.

E é sobre isso que diz o terceiro item sobre o checklist da liderança: faça de cada dia a sua obra prima. Hoje é o primeiro e último dia da sua vida. O ontem já passou. O amanhã é incerto. Um bom líder sabe que, se quiser deixar o seu exemplo contagiar os seus liderados precisa fazer de todos os dias a sua obra prima.

Esqueça o ano que passou, se o mundo vai acabar em 2012 ou não. Concentre-se no dia de hoje. Porque ele é a oportunidade e fazermos coisas excelentes, de fazermos aquilo que será o nosso legado. Liderar é estar na frente. Quando um funcionário acorda na Segunda desanimado pra trabalhar, se ele ver o seu líder com o mesmo desânimo, ele não terá nenhum motivo pra dar o seu melhor e fazer o que tem que ser feito. Afinal, amanhã será terça, depois quarta e, aí sim eu faço o que tem pra fazer. Afinal, hoje é segunda, dia mundial da ressaca e, por que cargas d’água pra mim seria diferente?

Mas, quando o líder está animado e pronto para fazer desse dia a sua obra prima, a pessoa que está curtindo a sua segunda da ressaca se sente incomodada. A frase carpe diem é famosa hoje. Neguinho não sabe o que ela quer dizer, não sabe o que está por trás dela e, na verdade só fala isso porque é modinha.

Tu ne quaesieris, scire nefas, quem mihi, quem tibifinem di dederint, Leuconoe, nec Babyloniostemptaris numeros. ut melius, quidquid erit, pati.seu pluris hiemes seu tribuit Iuppiter ultimam,quae nunc oppositis debilitat pumicibus mareTyrrhenum: sapias, vina liques et spatio brevispem longam reseces. dum loquimur, fugerit invidaaetas: carpe diem quam minimum credula postero. [Tu não indagues (é ímpio saber) qual o fim que a mim e a ti os deuses tenham dado, Leuconoé, nem recorras aos números babilônicos. Tão melhor é suportar o que será! Quer Júpiter te haja concedido muitos invernos, quer seja o último o que agora debilita o mar Tirreno nas rochas contrapostas, que sejas sábia, coes os vinhos e, no espaço breve, cortes a longa esperança. Enquanto estamos falando, terá fugido o tempo invejoso; colhe o dia, quanto menos confiada no de amanhã].

Viva o dia de hoje como se fosse o último. Viva como se fosse a última hora. Viva e não guarde o melhor pra amanhã. Viva e, faça o melhor agora. Somente aproveitando momentos, aproveitando o tempo, e fazendo o seu melhor a cada dia é que conseguimos inspirar as pessoas a darem o melhor de si.

As pessoas dizem que os funcionários precisam ser motivados. BALELA! Ninguém motiva ninguém. O máximo que uma pessoa pode fazer pela outra é inspirá-la não com palavras, mas com ações. Fazer o melhor como se fosse o último dia. As pessoas só se sentem motivadas a fazer aquilo que você pede a elas, se verem que você está na linha de frente da batalha.

Existem milhares de filmes que mostram a liderança pelo exemplo, pela inspiração. Filmes que o líder faz de cada dia, de cada ensinamento, de cada atitude a sua obra prima. Que ele está na frente, que ele é o primeiro e, assim, fazendo de cada dia a sua obra prima, de viver cada dia como se fosse o último, eles arrastam seus liderados, eles deixam um legado, eles escrevem seu nome na história.

O vídeo abaixo é só um pequeno exemplo de quando uma pessoa se coloca na frente dos outros, no lugar dos outros e faz  de cada dia a melhor obra prima que consegue. É um vídeo velho e, no início do blog, há alguns anos atrás ele já passou por aqui. É muito conhecido mas, explica muito bem sobre exemplo, inspiração e liderança.

Haja como se você só tivesse um dia pra mostrar a que veio. E, faça isso todos os dias. Porque, não sabemos quantos dias mais teremos pra mostrar a que viemos. Isso irá tocar as pessoas. Irá motivá-las e, irá certamente fazer que elas queiram te seguir pra qualquer lugar que você vá.

05 Mitos que Podem Matar uma Startup.

Uma empresa startup em seu início é totalmente dependente do suor e da disposição de seus parceiros. Se você pensa que basta ter uma boa equipe, está totalmente enganado. É preciso mais.

Bem mais. Isso porque, funcionários de uma startup tem que ser empreendedores. Se eles acharem que são apenas mais um funcionário, a coisa não vai dar certo. Se o cara não achar que a empresa também é dele, que se na véspera de entregar um trabalho, e ele não estiver pronto, o prazo pode ser prorrogado, que ele é apenas mais um e, não se sentir um pouco dono do negócio, a coisa não vira.

Trabalhar em uma startup é ter a oportunidade de ter uma participação na criação de alguma coisa. Uma coisa que vai ser um pouquinho sua porque você vai ajudar a construir. E, se der certo, obviamente, você terá uma pequena participação na coisa toda.

Por isso, empreendedores em uma startup precisam de funcionários empreendedores. Caso contrário a coisa não vira.

Pessoas, garra, força de vontade e, muita disposição pra dar errado, dar a volta por cima e criar tudo do zero novamente. Essas são apenas algumas coisas que podem fazer uma empresa dar certo.

Mas… existem algumas verdades absolutas que são absolutamente mitos em uma startup. E essas verdades, se seguidas podem simplesmente atrapalhar tudo. Se você está em uma startup, preste atenção e veja se você não está se auto sabotando.

Mito 1: É preciso contratar pessoas inteligentes e deixá-los fazer o seu trabalho.

Verdade: É preciso contratar ESTRELAS e deixá-los fazer a sua magia.

A inteligência é importante, mas apenas na medida em que contribui com o desempenho e execução. Você precisa de pessoas dispostas e capazes de trabalhar como parte de uma equipe, e às vezes contribuições individuais superiores podem afetar negativamente o desempenho da equipe.Você deve eliminar todos os idiotas brilhantes de sua equipe. O fato de que a inteligência sozinha não é suficiente é uma grande verdade quando o assunto é liderança.

Mito 2: O negócio é sobre uma grande ideia.

Verdade: O negócio é sobre o seu cliente.

Muitos aspirantes a empresários estão esperando para inovar com uma ideia matadora que lhe dê fama e reconhecimento. A realidade é que as ideias valem tanto quanto uma moeda de dez centavos. É muito mais fácil preencher uma lacuna com o seu produto, do que convencer as pessoas de que eles precisam do que você tem. Em outras palavras, negócios é sobre clientes. Comece testando o seu produto para obter feedback de usuários reais.

Mito 3: O conflito é mau.

Verdade: O conflito afetivo é mau; O conflito cognitivo é bom.

Alguns conflitos são bons e alguns conflitos são ruins. Cognitivo, ou conflito bom, ajuda as empresas a eliminar o pensamento de grupo e abrir possibilidades estratégicas. Isso porque o conflito cognitivo é caracterizado por debates saudáveis sobre “o que” fazer e “porquê” de fazê-lo, e assim, gera múltiplas escolhas estratégicas que permite avaliar as opções. Também nos ajuda a pensar de forma mais clara e ampla sobre a nossa concorrência. E do ponto de vista biológico, estimula o sistema nervoso parassimpático, criando um estado emocional positivo que, por sua vez sobrecarrega o nosso cérebro. Na verdade, o conflito cognitivo foi mostrado para aumentar o desempenho.

Conflito ruim é às vezes chamado “conflito afetivo”, e é geralmente baseada em funções, uma vez que consiste em discussões acaloradas sobre o “como” fazer alguma coisa ou “quem” deve estar no controle de fazê-lo. Ao contrário do conflito bom, acaba por destruir o moral eo desempenho da empresa diminui.

Mito 4: Negócios é sobre trabalho duro; Não esperamos ter uma vida.

Verdade: Negócios é sobre resultados. Você precisa de uma vida.

Algumas empresas têm uma cultura infeliz de trabalho duro. Quando as coisas ficam difíceis, as pessoas trabalham mais duro. Quando as coisas são boas, as pessoas trabalham mais ainda para tentar manter os “bons tempos “.

O mais importante é a eficácia do empregado. Certamente você quer que as pessoas que sejam inteligentes o suficiente para começar o trabalho feito e que trabalhe duro o suficiente para cumprir a missão. Esta capacidade de iniciar uma empresa e ter uma vida não é só para as empresas do estilo de vida, tem que ser para todas as startups.

Mito 5: É tudo uma batalha difícil Até que um dia, tudo da certo.

Verdade: É tudo uma montanha-russa.

Muitos aspirantes a empresários foram levados a crer que a trajetória de uma startup envolve o trabalho realmente duro, até que construir um produto perfeito e, depois disso, tudo será mil maravilhas. A realidade é business é um passeio de montanha-russa, com altos e baixos que raramente vamos para cima.

10 Erros que Podem Acabar com uma Carreira.

1. Seja pontual, respeite o seu tempo e o dos outros e, principalmente, as normas e procedimentos adotados na empresa. Nunca faça qualquer tipo de inimizade.

2. Ao ouvir críticas dos andamentos dos trabalhos, procure ficar numa posição neutra. Não discorde e tampouco concorde.

3. Veja sempre o lado bom das coisas, até mesmo quando algum trabalho realmente não foi bem desenvolvido. Aponte sempre alguma situação positiva que foi aprendida. A maioria dos gerentes respeita quem consegue ver alguma situação boa em qualquer tipo de desastre.

4. Acostume-se a tirar cópias de todos os seus trabalhos. Faça uma pasta, pois esses trabalhos provavelmente farão parte do seu currículo no futuro.

5. Jamais deixe de solicitar qualquer ajuda ou aconselhamento ao seu superior imediato e saiba que qualquer novo cargo, melhorias salariais e premiações passam sempre pelo aval dele.

6. Seja criativo e sempre mantenha o seu foco nos objetivos que foram passados, nada de achar que vai mudar a empresa só porque você, eventualmente, tem algumas ideias interessantes. Sua concentração deve estar sempre nos resultados. Não deixe de sempre fazer além daquilo que se espera de você.

7. Acompanhe diariamente os tipos de colegas que conseguem crescer dentro da empresa. Aprenda a enxergar como eles foram elogiados diante de alguns desempenhos e quais foram suas atitudes e comportamentos.

8. Nunca peça alterações salariais ou questione o seu salário. E muito menos o de qualquer colega. Deixe sempre claro que o seu objetivo é ter oportunidades dentro da empresa, que podem ser cursos, treinamentos, estágios e outros.

9. Sempre que for convidado, faça parte dos comitês ou grupos de trabalhos para melhorias nos processos e ambientes da empresa. Demonstre que sempre está disponível para colaborar.

10. Esteja sempre credor e nunca devedor com os colegas e gerência e demonstre, em todos os momentos, ser transparente, cordial, espontâneo, educado e ético.

Como Atrair e Reter Funcionários Excepcionais.

Dicas para ter os melhores funcionários segundo o diretor do Centro Avançado de Negócios da Universidade de Dallas,  Bob Prosen.

1. Faça da sua empresa um lugar onde as pessoas queiram trabalhar. Oferecer um bom equipamento de trabalho, com a melhor tecnologia possível, e trabalhar paralelamente por uma causa social e/ou verde podem ser bons atrativos para seu empreendimento.

2. Encontrar profissionais talentosos é uma coisa, mantê-los é outra. Segundo estudo feito  pela empresa AchieveGlobal em setembro do ano passado, 23% dos trabalhadores dos Estados Unidos acreditam que deixarão seus empregos dentro de um ano. As estatísticas são mais relavantes quando tratam de pessoas jovens. Para evitar o chamado “turnover”, a sugestão é estreitar o relacionamento profissional rapidamente. Isso pode ser feito por meio de um programa de mentores, em que funcionários sêniors acompanhem de perto os mais novos.

3. Outra medida é desafiar seus empregados com novas atividades e procurar lhes dar oportunidades de crescimento, sempre – é claro – preocupando-se com o equilíbrio entre a vida dentro e fora do ambiente de trabalho.

4. Não dê pouca importância para os benefícios. Se sua empresa puder fornecer auxílio previdênciário e plano de saúde, já ganha vantagens competitivas em relação às demais pequenas, que têm cortado esse tipo de gasto.

Bob