O que Podemos Aprender Sobre Gestão de Gastos em uma Startup.

A palavra DINHEIRO é assustadora para inúmeros empreendedores. Uns não têm dificuldades para tê-lo, outros, tentam de todas as maneiras conseguir financiamento para suas startups. De todas as coisas que empreendedores falam e fazem, existe apenas uma coisa que é CONSENSO para todos: o LADO FINANCEIRO.

Conseguir dinheiro não é fácil. Por outro lado, saber como, onde, quando e porque gastar é uma outra dúvida que ronda a cabeça de todo mundo.

Entre a dúvida de investir tudo e a de investir pouco, estão a maioria dos problemas. Abaixo segue uma série de dicas sobre como administrar o lado financeiro de uma startup. Tenho absoluta certeza de que as cinco dicas abaixo podem ser muito úteis.

1. Seja exigente. Nas palavras de Evan Williams, fundador do Blogger e do Twitter, as startups têm que estar dispostas a dizer não – não a parcerias e recursos de produtos desnecessários e os empregados errados. Mais dinheiro e tempo desperdiçados aliados com a falta de foco é o o motivo pelo qual as empresas não dão certo.

2. Agir Como uma Pequena Empresa. De acordo com Jason Cohen, fundador da Smart Bear Software, como uma startup, você é uma pequena empresa. Seja humano, esteja próximo de seu cliente, opte por um blog ou um site informal ao invés de um dite institucional. Você não só vai se comunicar melhor, mas também vai economizar muito dinheiro em todo o projeto além de economizar com inúmeras baboseiras que os gurus de Marketing falam.

3. Olhe Cada Centavo. Este conselho de Michael Arrington do Techcrunch pode parecer óbvio. Mas, em uma empresa jovem você precisa transformar o “relógio cada centavo” em uma forma de arte.

Primeiro princípio: operar em ambiente espartano. Seja um fazedor, faça tudo você mesmo. Esteja preparado para passar seus fins de semana e noites de trabalho em tarefas – um trabalho de marketing e tecnologia de pouca luz, como atualizar o seu site. Você vai economizar dinheiro. E você vai aprender estas tarefas de dentro para fora, e será capaz de avaliar melhor se a relação com funcionários e fornecedores. Quando você controlar seus números de perto, a contenção de custos torna-se o DNA de seu negócio.

4. Procure Descontos. Não só você deve prestar atenção a cada moeda de um centavo – mas espremer os centavos para mais. De acordo com Jason Calacanis, você deve ir a cada um de seus fornecedores a cada 6 a 9 meses e pedir descontos. Esteja atento para recompensas de cartões de crédito que podem lhe ajudar a economizar ainda mais.

5. “As Vendas Curam Tudo”. Essas são as palavras de Mark Cuban, como uma das regras de sua inicialização. Comece a vender e trazer o dinheiro na porta o mais rápido possível, ao invés de se preocupar com a cara, ambiente ou as feiras que apenas GASTAM DINHEIRO. Saiba quantas horas do dia você gasta trabalhando em vendas, em comparação com os gastos. Venda sempre deve ser a prioridade.