Vida Empreendedora.

A AmWay definitivamente é uma empresa controversa. Enquanto milhões a amam, outros milhares a odeiam. Enquanto os seus fundadores acreditam que criaram uma empresa que proporciona a cultura livre americana, outras pessoas os chamam de exploradores e estelionatários. Afinal será que a AmWay (American Way) é um misto disso tudo ou alguém está se precipitando.

Dias atrás, estava eu no Epicentro com alguns amigos quando fui abordado por uma senhora que vendia sucos de frutas que possuiam sinergia, um tal de MonaVie, que tem a mesma forma de marketing piramidal da AmWay. A partir dessa abordagem, o assunto pulou diretamente para a forma com que essas empresas crescem: vender para seus vendedores o produto final. O que para os distribuidores pode ser a idéia de proporcionar um negócio próprio às revendas pode ser na verdade uma forma de lucro fácil. Afinal, seu revendedor tem um volume mínimo de compra e, quem garante que ele vai conseguir vender tudo isso?!?! Existem casos onde até os congressos e os encontros “anuais” são cobrados. Afinal, como funcionam os métodos AmWay, MonaVie, Tahitian Noni e Herba Lifes da vida? Remédio ou veneno, exploração ou negócio próprio?

Coincidência ou não, eu ganhei na semana passada o livro de Jay Van Andel, o fundador da AmWay. O livro, “Uma Vida Empreendedora”, é uma autobiografia que conta de tudo um pouco sobre a vida de Van Andel. Vamos ver o que irá se revelar por trás do homem da AmWay.

Assim que eu for lendo, vou colocando aqui as melhores, e mais reveladoras partes.

 

31032009284