O Empreendedorismo Não é Nada Sem Resiliência.

O melhor amigo do empreendedorismo é a resiliência. Nem tudo é festa quando o assunto é empreendedorismo e, muitas vezes, perguntas vazias habitam a mente de um empreendedor. Dúvidas, questões e perguntas que, muitas vezes NUNCA têm respostas habitam a mente de qualquer empreendedor.

Porque ontem vendeu mais do que hoje? Será que fizemos certo ao abrir este negócio? Onde tudo isso vai dar? Será que as previsões que fizemos e nossos objetivos serão atendidos? Ainda é tempo de voltar atrás? O que fazer pra aumentar as vendas? Como promover o meu negócio?

Quanto maior o conhecimento empreendedor, mais dúvidas habitam a mente de um empresário. E isso acontece com todo bom empreendedor. Empresário que não tem dúvidas, que não tem preocupações, que não é habitado por interrogações em sua cabeça não é empreendedor de verdade.

A verdade é que não conseguimos controlar fatos que ficam fora de nosso domínio. Não podemos obrigar cliente a comprar; não podemos obrigar-nos a fazer milagres e vender muito todo dia; não podemos desanimar quando as coisas fogem do controle; não podemos desanimar quando as coisas não são satisfatórias.

Não há milagres nos negócios. Não há regras. Não há verdades absolutas. Quando a teoria vai pra prática, TODOS os livros são rasgados e, o que vale é o jogo de cintura, é a observação, é a perseverança e, o mais importante, a resiliência. É ela, e somente ela, a responsável por manter a cabeça do empreendedor erguida. Por fazê-lo criar cada vez mais perguntas e, buscar incessantemente pelas respostas.

É a resiliência, o primeiro comportamento empreendedor. Mas o que diabos significa RESILIÊNCIA? Segundo a Wikipedia,

Resiliência é um conceito oriundo da física, que se refere à propriedade de que são dotados alguns materiais, de acumular energia quando exigidos ou submetidos a estresse sem ocorrer ruptura. Após a tensão cessar poderá ou não haver uma deformação residual causada pela histerese do material – como um elástico ou uma vara de salto em altura, que verga-se até um certo limite sem se quebrar e depois retorna à forma original dissipando a energia acumulada e lançando o atleta para o alto.

É medida em percentual da energia devolvida após a deformação. Onde 0% indica que o material sofre deformações exclusivamente plásticas (plasticidade) e 100% exclusivamente elásticas (elasticidade) .

O cientista inglês Thomas Young foi um dos primeiros a usar o termo. Tudo aconteceu quando estudava a relação entre a tensão e a deformação de barras metálicas, em 1807. Resiliência para a física é, portanto, a capacidade de um material voltar ao seu estado normal depois de ter sofrido tensão.

SIM. Resiliência é um termo da física, adaptado para os negócios porque um líder, um empreendedor, DEVE ser capaz de se manter, mesmo se submetido à ruptura, ao estresse. Resiliência é a capacidade de se manter intacto, de se manter firme, de se manter forte e sem se quebrar, mesmo diante das maiores pressões, das maiores dúvidas, dos maiores problemas, dos maiores dilemas.

É a certeza de que o trabalho está sendo feito corretamente, que está progredindo, que está firme nos princípios e propósitos de seu negócio. Sem a resiliência, as dúvidas dão lugar ao pessimismo e tudo é motivo pra achar que as coisas vão dar errado, que o negócio não vai pra frente, que a maré não tá pra peixe, e que tudo tá difícil e tende a pioras.

Resiliência, adaptando-se pela física, é a capacidade de manter-se frio diante do calor das preocupações, do calor das incertezas, do calor da dúvida, do calor da concorrência, do calor das frustrações, do calor do pessimismo. É a capacidade de manter-se frio, de manter-se firme, de manter-se dentro do negócio e buscar respostas para as perguntas e caminhar em frente, de cabeça erguida, trabalhando no crescimento de um negócio.

Resiliência é estar frio. Não se abalar pelo pessimismo ou por falsas desgraças. É estar 100% comprometido com o sucesso do negócio e, com isso, fazer o que for preciso para que ele dê certo, e por isso, não se abalar com os furacões da incerteza.

Supere o estresse. Supere as críticas. Supere o pessimismo e a incerteza. Esteja resiliente e, não deixe que estresse e um ambiente duvidoso acabe com a sua expectativa. Trabalhe para mudar o clima, seja rápido e esteja sempre atento.

A resiliência é o único caminho para manter a serenidade no rumo de seu negócio. Exercitar o comportamento resiliente é a única chave para sermos líderes e empreendedores melhores:

1. Mentalize seu projeto de vida, mesmo que ele não possa ser colocado em prática imediatamente. Sonhar com seu projeto é confortante e reduz a ansiedade;

2. Pratique esportes e métodos de relaxamento e meditação para aumentar o ânimo e a disposição. Os exercícios aumentam o nível de endorfinas, hormônios que proporcionam sensação de bem-estar;

3. Procure manter o lar em harmonia, pois este é o “ponto de apoio” para recuperar-se;

4. Aproveite parte do tempo para ampliar os conhecimentos, pois isso aumenta a autoconfiança;

5. Transforme-se em um otimista em potencial;

6. Assuma riscos (tenha coragem);

7. Apure o senso de humor (desarme os pessimistas);

8. Separe bem quem você é do que você faz;

9. Use a criatividade para quebrar a rotina;

10. Permita-se sentir dor, recuar e, às vezes, flexbilizar para em seguida retornar ao estado original.

A resiliência é a irmã gêmea do empreendedorismo. Se completam, se juntas. Sozinhos, sentem um, a falta do outro.

Otimismo.

Segundo a Revista Veja dessa semana, existem dez razões para se manter otimista diante da crise. Ela te dá DEZ MOTIVOS pra não ficar triste, pra não desanimar e se manter perseverante. MAS, se você já desanimou, se precisa de DEZ MOTIVOS, já era, você já ficou pra trás!! 

Se você precisa de motivos, de razões para fazer as coisas, seguem as razões da Veja:

economia4economia5b