A Produtividade Melhorada.

A produtividade pode é muito abstrata muitas vezes. Não é fácil priorizar, gerenciar a carga de trabalho e manter o foco. Por isso, apenas uma boa dose de disciplina e muito foco, você pode estar no seu caminho para um maior controlo sobre o seu dia.

Veja por onde começar:

1. Planeie a sua saída. A produtividade de amanhã começa hoje. Defina um tempo para sair do escritório e ficar com a produtividade. Uma hora antes do tempo, arrume um alarme para iniciar a moldagem as coisas para o dia, uma grande dica de organização e produtividade guru Julie Morgenstern em seu livro, “Never Check E-Mail in the Morning”;

2. Plano de amanhã. Defina suas intenções e prioridades para amanhã, durante a última hora do seu dia de hoje;

3. Defina seus limites. Ao término do trabalho, desligue seu computador (onde não seja possível que você fique tentado a “rapidamente” verificar o seu e-mail), desligue a luz e feche a porta. Não retorna até que é hora de trabalhar no dia seguinte;

4. Rotina para dormir. Dois ou três horas antes de você querer estar dormindo, comece uma rotina de encerramento. Isto será diferente para cada pessoa, mas podem incluir: sem chamadas de telefone ou de conectividade com o mundo exterior (a menos que seja uma emergência, é claro), não falar mais sobre o trabalho, um banho ou ducha, uma xícara de chá quente, luz de leitura, nada de televisão;

5. Comece o dia com o pé direito. Acordar em um horário pré-definido. Exercite-se ou faça ioga durante quinze ou vinte minutos, (a menos que você pratique outra atividade física). Coma um pequeno-almoço saudável;

6. Mantenha seus limites. Não vá imediatamente ao seu escritório e comece a verificar e-mails ou notícias. Tome algum tempo para si mesmo e outras prioridades em sua vida. Tome um pouco de café, escreva em seu diário, leia , ou faça uma caminhada. Basta ter algum tempo para si mesmo antes de saltar para o seu dia de trabalho;

7. Evite ou limite o tempo de e-mail. Evite verificar o seu e-mail quando você vai ao escritório. E-mail rouba um tempo enorme, se você não controlá-lo, ele irá controlá-lo;

8. Eviter ou limiter os feeds de notícias e redes sociais. Este é outro recurso que facilmente poderá desviá-lo de outras prioridades. Definir horários específicos para acompanhar as últimas notícias e atualizações, e em seguida, seja diligente sobre como ficar longe das distrações;

9. Comece com sua lista. Vá diretamente para a lista de intenções e prioridades que você anotou no dia anterior. Logo de manhã é fácil querer procrastinar ou dar importância às tarefas triviais;

10. Entrada frequente. Prepare um alarme para cada hora ou duas. Não se deixe ficar muito longe de sua intenção da lista de prioridades. Se você começar a se perder, pelo menos você não vai perder muito tempo desta forma;

11. Trabalho em blocos. Em um negócio, é fácil ter uma grande variedade de diferentes tipos de tarefas. Agrupe estas tarefas e conclua-as em blocos regulares de tempo, dizer duas ou três horas;

12. Fique disciplinado. Quando você terminar com um determinado tipo de tarefa, como trabalhar para um cliente específico, não se prenda mais tempo do que planejado nessa tarefa. É fácil ser tentado a fazer “só mais uma coisa” para um projeto, especialmente quando os clientes estão enviando comentários e atualizações ao longo do dia, mas evite a tentação. Trabalhe respeitando os blocos de tempo com a mesma importância.

O Checklist da Liderança. Dez Coisas que Podem Transformar o Seu Ano Novo.

O ano novo é uma linda e grande festa, na qual as pessoas esquecem, muitas vezes, de seus propósitos, metas, objetivos e perdem um pouco de tempo sonhando e comemorando. Manter o equilíbrio, sem mergulhar de cabeça nessa confusão toda é muito importante. Afinal, depois que as festas passam, tudo volta ao normal e a fantasia acaba.

Portanto, fuja dos desvairios das festas e esteja sempre com a cabeça no lugar. Obviamente que, estar com a cabeça no lugar não significa ser ranzinza e mau humorado. Entre na brincadeira, festeje, comemore, renove. MAS, sem exceços.

Como líder, eu aprendi que ficar fora de um grande começo de um novo ano é muito importante. Ao longo da minha carreira, tenho montado uma lista de verificação de Ano Novo muito útil, que ajuda a me manter focado e pronto para os desafios futuros, nos dias e meses, e bem posicionada para o sucesso.

Terry Starbucker.

A lista de Ano Novo de Starbucker é bem simples. Aí está ela:

1. Não mergulhar de cabeça. Antes de saltar para o Ano Novo a toda velocidade, não se esqueça de parar e refletir sobre as experiências do ano que acabou – saborear as vitórias, e aprender com as contrariedades. Fale sobre isso com sua equipe, antes do início do próximo ano.

2. Estudos. Certifique-se de ter tempo para estudar os detalhes de seu negócio ou projeto para o próximo ano. Você não tem de memorizar todas as palavras e números, mas estudar e estar conectado com seus planos é uma grande vantagem para absorver e conceituar o alcance do que você está tentando realizar. Você vai se sentir à frente do jogo de imediato – e isso é um bom lugar para estar.

3. Seja Sutil. Cada aspecto da liderança, se for exagerado, pode vir a ser uma negativa. Portanto existem algumas coisas que precisamos ter cuidado. O melhor exemplo disso é a forma com que muitos líderes agem como “rolos compressores” com seus liderados. Essa postura pode acabar com a sua “boa reputação” e acabar fazendo com que as pessoas tenham uma má empressão de você. Portanto lembre-se, seja sutil.

4. Colocar o time em campo. Faça um balanço de sua equipe, seus pontos fortes e fracos, e faça algumas perguntas difíceis: Todos estão comprometidos com os novos planos para o novo ano?  Você tem alguma questão não resolvida do ano passado? Você precisa reorganizar a sua rotina antes das coisas ficarem difíceis demais? Responder a essas perguntas, tomar as medidas corretivas se necessário é dar a sua equipe uma melhor chance de sucesso no ano que se inicia.

5. Mantenha-se Segurando a Barra. Embora possa não ser realista manter a fixação de metas mais elevadas em todas as métricas que você tem, pelo menos, tente elevar os níveis de um ou dois a mais que no ano anterior. “Na minha experiência, não há nada melhor, e mais motivador, para uma equipe do que bater a meta de um ano record no ano seguinte“.

6. Sintetizar Gols. Agora que você já estudou o seu plano para o novo ano é necessário reduzi-lo em peças para que possa ser comunicado de forma eficaz para toda a organização. O ideal é dividir em 4 ou 5 partes, afixá-los em toda parte, e ter certeza de que todos sabem para onde remar. Aproveite o poder daconsciência coletiva!

7. Calibrar o medidor de Responsabilidade. É sempre uma boa idéia certificar-se que seu medidor de “responsabilidade” está calibrado de forma adequada. Ou seja precisamos ter certeza que sua equipe sabe quais são as suas expectativas para o ano, e uma vez que todos compartilhem dela, você deve estar preparado para conduzir a as novas estratégias com a devida responsabilidade contra as falsas-expectativas.

8. Limpe os Ouvidos. Este é um conselho realmente simples – preparar seus ouvidos para ouvir. Sente-se em sua mesa, feche a porta e desligue o computador. Sinta e escute para saber tudo que está acontecendo ao seu redor. Faça uma anotação mental para recriar esse ambiente de escuta toda vez que você estiver na presença de seus companheiros de equipe.

9. Dar feedback e Follow Up. Embora seja tentador mergulhar em todos os detalhes, não se esqueça de dar a seus companheiros de time tanto feedback quanto possível, especialmente no início do ano. É muito mais difícil fazer follow up, se o navio se afastou de maneira desgovernada fora de seu curso.

10. Pratique Paciência, Tolerância e Comprometimento. Pode ser o item mais importante de todos eles, e mais difícil de fazer. É muito fácil fácil ficar impaciente, irritado e intolerante. Tenha auto conhecimento! Você não tem que ser um mestre zen, mas é importante manter-se centrado, calmo, de mente aberta e receptiva e compreensivo. Principalmente quando as coisas não estão indo do seu jeito.

Estratégia e Planejamento.

Mark Pollard, Diretor de Estratégia da McCann Sydney, tem um texto bem interessante sobre estratégia, no qual dá algumas dicas bem interessantes para quem deseja se tornar um profissional de planejamento.

Aqui estão elas:

1. Curiosidade. Ele diz que é a primeira coisa que busca em um profissional, e pergunta: ‘O que você lê?’, ‘Você viaja bastante?’, ‘Pra onde?’, ‘Por quê?’, ‘Que filmes gosta de ver?’, ‘Você vai a museus?’, ‘Você é um observador natural do que as pessoas fazem?’, ‘Você presta atenção em padrões enquanto os outros estão perdidos no momento?’. Segundo Pollard, curiosidade é algo que não se ensina, mas é crucial para o desenvolvimento de estratégias.

2. Ação. Ele também se diz interessado em saber quais ações sua curiosidade já te levou a ter. Você cria alguma coisa, ele pergunta: ‘um blog, arte, computadores, carros?’. Pra ele, não há melhor maneira de aprender do que fazendo e ajustando. Não adianta ser curioso mas só ficar assistindo, comenta, pois assim seu papo vai ser apenas sobre teoria. O que importa pra ele é saber o que você tentou e errou. Não há insight mais rico do que esses erros, ele conta.

3. Insight. Pollard afirma que sua definição favorita de insight é a de que se trata de ‘uma verdade humana que ainda não foi dita’, e desafia: ‘você poderia me contar um?’

4. Opinião. Segundo ele, estratégia é uma opinião, mesmo sendo formada por um entendimento de várias coisas. Há poucas verdades absolutas no mundo, conta. Portanto, o que ele mais gosta é de ouvir as opiniões das outras pessoas sobre as coisas. Ele deixa claro que não importa se concorda ou não com esse ponto de vista, mas sim se há um pensamento por trás do que está sendo dito e se a pessoa consegue expressá-lo de maneira convincente.

5. Paixão. Ele diz ser essencial que este profissional seja ele mesmo – e não o que outra pessoa quer que ele seja. Assim, conta, é só se encaixar no seu lugar.

6. Ideias. Segundo Pollard, você deve ser capaz de falar sobre ideias – de comunicação ou outros assuntos. Conseguir explicar uma ideia em uma ou duas frases é essencial, conta. Isso mostra que você é tanto curioso como também capaz de entender e destinar algo complicado em uma coisa simples, afirma.

Planejando uma Reunião com Eficiência.

Evite marcar reuniões apenas para assuntos que poderiam ser comunicados
de forma mais efetiva por e-mail ou papel. Uma boa reunião precisa servir
a um propósito útil e específi co.
2. Escolha um local adequado e avalie a melhor forma de arrumar mesas e
cadeiras.
3. Verifi que a necessidade de materiais e equipamentos: canetas, blocos, fl ip
charts, computadores, projetor, entre outros. Os recursos tecnológicos
devem ser instalados e testados com antecedência.
4. Evite interrupções desnecessárias.
5. Convide o número adequado de pessoas. Lembre-se de que a quantidade de
pessoas afeta diretamente o tempo da reunião. Especialistas recomendam
que o grupo não tenha mais do que 12 pessoas.
6. Convide as pessoas certas, ou seja, apenas aquelas que são essenciais para
o assunto em questão.
7. Programe a reunião com a antecedência mínima necessária para que os
integrantes possam se programar para ela.

1. Evite marcar reuniões apenas para assuntos que poderiam ser comunicados de forma mais efetiva por e-mail ou papel. Uma boa reunião precisa servir a um propósito útil e específico;

2. Escolha um local adequado e avalie a melhor forma de arrumar mesas e cadeiras;

3. Verifi que a necessidade de materiais e equipamentos: canetas, blocos, flipcharts, computadores, projetor, entre outros. Os recursos tecnológicos devem ser instalados e testados com antecedência;

4. Evite interrupções desnecessárias;

5. Convide o número adequado de pessoas. Lembre-se de que a quantidade de pessoas afeta diretamente o tempo da reunião. Especialistas recomendam que o grupo não tenha mais do que 12 pessoas;

6. Convide as pessoas certas, ou seja, apenas aquelas que são essenciais para o assunto em questão;

7. Programe a reunião com a antecedência mínima necessária para que os integrantes possam se programar para ela.

8. Defi na o tema e estabeleça uma pauta de assuntos a serem tratados. Evite fazer uma pauta muito extensa –impossível de ser coberta no tempo designado. Distribua a pauta a todos com antecedência;

9. Avalie se os participantes da reunião precisam de informações e materiais adicionais. Você pode distribuí-los previamente, garantindo que todos estarão preparados adequadamente;

10. Coloque os assuntos mais importantes no início da agenda; assim, você garante que eles serão tratados em tempo;

11. Deixe claros os objetivos, o tempo previsto, as regras básicas e o papel de cada um. Por exemplo, se a reunião for para solucionar um problema, os participantes deverão trazer idéias, dados e sugestões.

40 Dicas de Marketing de Baixo Custo.

1. Divulgue seus Pontos Fortes. Muitas empresas não percebem que já têm em mãos um material eficiente para melhorar o seu marketing. Elas possuem características que as diferenciam no mercado, mas não as ressaltam em sua comunicação. A Artmix, empresa paulista que vende e personaliza capacetes desde 1986, conseguiu dar novo gás aos negócios quando, em 2006, resolveu valorizar a segurança oferecida por seus produtos, entre outras ações. ‘Somos distribuidores exclusivos no Brasil da Arai, a melhor marca mundial de capacetes’, diz Bruno Theil. Deu tão certo que, em 2008, as vendas da Artmix aumentaram 10%.

2. Seja Único. Eis uma alternativa para você mostrar que a sua empresa não é apenas mais uma no ramo: venda produtos com a sua própria marca. Quem não dispõe de estrutura para isso pode optar por terceirizar a fabricação. Vale, por exemplo, para quem vende cosméticos, roupas e alimentos. É fundamental contar com fornecedores de confiança e usar matéria-prima de qualidade.

3. Promova Atividades Externas. Desde 1998, quando montou a Blue Bike, loja paulistana de bicicletas e acessórios para ciclistas, o empresário Marcelo Jorge promove semanalmente passeios ciclísticos. Um vez por mês, a turma faz trilhas em cidades vizinhas. ‘Chego a reunir 500 pessoas de cada vez. Tem sempre gente nova no grupo e a maioria vira cliente’, diz.

4. Acredite no Marketing de Guerrilha. A ideia é criar ações chamativas que causem impacto no dia-a-dia das pessoas. Um exemplo foi a tática desenvolvida pela agência ABCZ para a marca de calçados Senso Shoes. Durante uma semana, cinco lindas modelos passearam pelas ruas próximas a duas lojas da marca em São Paulo. Elas carregavam sacolas enormes com o logo da Senso Shoes e calçavam os sapatos da nova coleção da grife. Custo total: R$ 10.000. ‘Foi uma excelente relação custo-benefício, já que as vendas aumentaram 47% e não caíram mais’, diz Roberto Calderón, da ABCZ.

5. Utilize as Redes Sociais. As comunidades, sites, blogs e fotologs permitem que as empresas interajam com os consumidores. Sem gastar um tostão, você pode saber quais dos seus produtos e serviços fazem mais sucesso e divulgá-los na rede. Lembre-se de que o Brasil tem a maior média de usuários da internet no mundo, com 59 milhões de pessoas conectadas. E muitas costumam espalhar pela rede a sua opinião sobre as marcas que lhes agradam ou decepcionam.

6. Recorra à Blindagem. A expressão pode parecer estranha, mas é comum no mundo do marketing. A tática consiste em aproveitar o contato com porteiros, seguranças e recepcionistas de prédios comerciais ou de condomínios onde a empresa faz entregas para se informar sobre as preferências dos consumidores que frequentam o local. ‘O segredo está em saber ser simpático e comunicativo’, diz Roberto Calderón.

7. Envie Mensagens de Texto. O Brasil tem mais de 143 milhões de celulares. Por isso, o envio de SMS, os famosos torpedos, é um meio de alcançar um número grande de clientes potenciais. Além da taxa de adesão, em torno de R$ 1.500, a empresa usuária paga à integradora (empresa que desenvolve o software usado no sistema e faz a ponte com as operadoras) valores proporcionais ao tamanho das mensagens enviadas. Um texto de 150 caracteres, por exemplo, custa entre R$ 0,20 e R$ 0,30 por assinante. É possível escolher apenas um grupo de assinantes, de acordo com o perfil almejado.

8. Faça sua Campanha por E-mail. Para ser eficiente, uma campanha de e-mail marketing deve levar em conta o perfil do público-alvo e, com uso de muita criatividade, nunca abusar da paciência dos internautas para ler e-mails comerciais. ‘Deve-se observar as regras de privacidade e de boas maneiras’, diz Walter Sabini, presidente da Virid Integridade Digital, empresa especializada no assunto.

9. Coloque Filmes na Internet. Que tal inserir vídeos sobre o negócio, gratuitamente, em sites como You Tube ou Google Vídeo? A escola de cabeleireiros Fernando Alves Hair Academy vem conseguindo bons resultados com essa estratégia. ‘Publicamos, semanalmente, vídeos com trechos dos nossos cursos’, diz o gerente de marketing, Cesar Silveira. ‘Temos uma média de 8.000 acessos por mês, que rendem mais de 50 inscrições mensais’.

10. Pegue Carona nas Grandes Marcas. Fornecedores de bebidas e alimentos costumam oferecer apoio para que os estabelecimentos comerciais adquiram uniformes, refrigeradores, mesas e cadeiras em troca de estampar suas marcas nesses produtos. É uma forma de baratear o investimento no ponto comercial e veicular o nome do negócio ao lado do de uma grande marca.

11. Divulgue as suas Conquistas. Todo prêmio ou reconhecimento recebido pela empresa deve ser alardeado. Se a divulgação for dirigida a um público selecionado, melhor ainda. ‘Um restaurante que ganha um título em um concurso da região pode convidar um grupo de clientes assíduos para a degustação de um prato’, sugere Roberto Calderón, da ABCZ.

12. Leve o Público Para Dentro da Empresa. A escola de cabeleireiros Fernando Alves Hair Academy promove palestras para internautas que solicitam informações sobre as aulas. ‘Cada palestra reúne 50 pessoas. Pelo menos cinco se tornam alunos’, afirma o gerente de marketing, Cesar Silveira.

13. Tire Proveito do Cadastro. Ao ser tratado pelo nome, receber um brinde ou ganhar um desconto, o cliente tende a se tornar fiel, dizem os especialistas. Para colocar essa ação em prática, é preciso manter o cadastro atualizado. Assim, a cada novo atendimento, o vendedor saberá com que frequência a pessoa compra, quanto costuma gastar e que tipo de mimo merece.

14. Atraia Celebridades. Os cartazes de teatro exibem nomes de lavanderias, academias e restaurantes, entre outros negócios. Para fazer a divulgação, nem sempre as empresas precisam investir. Muitas vezes fazem permuta com os responsáveis pelo espetáculo. Em troca da publicidade, os atores e a equipe de produção da peça podem usar, de graça, seus produtos e serviços. Celebridades não pagam, mas atraem clientes. Ou seja, ganho duplo para você, que divulga a sua marca e fica com a casa cheia.

15 . Fixe a Sua Marca. A distribuição de brindes úteis, a clientes potenciais bem selecionados, causa ótima impressão. Quem oferece ginástica laboral, por exemplo, pode imprimir seus dados de contato em bolinhas de massagem terapêutica e distribuí-las às áreas de RH de empresas. ‘É possível gastar menos de R$ 10 com cada bolinha, incluindo o envio pelo correio’, diz Roberto Calderón, da ABCZ.

16. Apareça nos Links Patrocinados.Para anunciar em sites de busca, como o Google, a empresa precisa comprar um pacote de créditos cujo valor varia de acordo com o tipo e a quantidade de palavras-chave escolhidas. Os débitos ocorrem na medida em que os internautas acessam a página da empresa. De acordo com a Webvisão, prestadora de serviços na área, o custo de cada clique varia de R$ 0,30 a R$ 0,80.

17. Anuncie em Mídias Alternativas. Em vez dos tradicionais jornais, revistas, rádio e TV, é possível colocar um anúncio publicitário em veículos (como vans e táxis) ou em bares e restaurantes. De acordo com os profissionais do ramo, o ideal é planejar ações focadas em determinado público e numa região específica. No caso dos carros, dá para imprimir um adesivo por R$ 100 e pagar R$ 500 mensalmente ao motorista.

18. Invista nas Parcerias. O restaurante francês Chef Rouge tem duas unidades em São Paulo. Numa delas, há uma sala de eventos que acaba de ser reformada. Quem bancou o investimento foi a Moët & Chandon, marca de champanhe servida na casa. O espaço foi decorado com fotos de celebridades saboreando a bebida. ‘Mais charmosa, a sala certamente atrairá mais clientes’, prevê a dona do restaurante, Vanessa Fiuza, acostumada a firmar parcerias com outras marcas para implementar ideias de marketing.

19. Seja seu Próprio Garoto Propaganda. Apesar de ficar na região oeste de São Paulo, o ateliê de sapatos da empresária e designer Priscila Callegari atrai clientes do outro lado da cidade. O segredo? Ela circula por toda São Paulo usando suas próprias criações.

20. Facilita e Vida dos Clientes. Quanto mais serviços para agradar ao cliente, maiores as chances de fidelizá-lo. Há restaurantes que criam um espaço para a criançada brincar. Enquanto os pimpolhos se divertem com os monitores, os pais ficam mais tempo à mesa. E consomem mais.

21. Adicione Serviços. É possível adaptar para diferentes negócios uma tática adotada por salões de beleza: a organização de reuniões para ensinar as clientes a usar um novo creme ou maquiagem. Em geral, a ação tem apoio dos fabricantes dos produtos em questão.

22. Aproveite as Datas Comemorativas. Existem quase cem datas que servem de pretexto para ampliar as vendas, de acordo com o consultor de marketing do Sebrae João Abdala. ‘No dia dos enfermeiros, comemorado em 12 de maio, uma loja de roupas ou de calçados pode fazer promoção para esse público’, exemplifica.

23. Ouça os Clientes Antigos. Ao ouvir a opinião de quem já compra seus produtos e serviços, você obtém informações que ajudarão no aprimoramento do negócio e também mostra que está atento ao que o consumidor tem a dizer. Mas não se esqueça de mantê-lo informado sobre as sugestões implementadas.

24. Estimule o Boca-a-Boca. A maioria dos consumidores confia mais na recomendação de um conhecido do que em um anúncio. Oferecer serviços e produtos de qualidade a preços competitivos é indispensável para que a fama da sua empresa corra solta. Além disso, você pode dar descontos a clientes antigos que indicarem novos.

25. Sonde o Terreno. Colocar o cliente para atuar como pesquisador da sua empresa é uma boa opção. ‘Ao trazer informações úteis sobre o gosto de seus vizinhos ou colegas de trabalho, ele pode ser recompensado com descontos ou brindes’, sugere Roberto Calderón, da agência ABCZ.

26. Crie um Ambiente Agradável. Uma boa combinação de aromas estimula os clientes a ficarem cerca de 15% mais tempo dentro de um ponto comercial, segundo pesquisas. Por isso, muitas lojas mandam fazer seus próprios aromas. É possível encomendar uma fragrância para uma loja ou show room a partir de R$ 2.500.

27. Faça Liquidações. Os dias de menor movimento são ideais para promoções. ‘A estratégia ajuda a aumentar as vendas, desde que o empresário saiba calcular os custos da promoção em relação ao retorno’, diz o professor Wolney Ramiro, da ESPM.

28. Ofereça Amostras Grátis. A degustação de produtos em pontos-de-venda ou em locais de grande movimento é uma ação bastante usada pelas empresas de alimentos. Mas a tática de dar amostras grátis também funciona para quem oferece serviços, como uma clínica de massagens terapêuticas.

29. Mime o Cliente. Aquele chocolate ou o copo de água que acompanha o cafezinho fazem toda a diferença para fidelizar clientes. Mesmo que o preço do café seja um pouco superior ao da concorrência, o consumidor terá vontade de voltar por conta do diferencial oferecido, de acordo com o professor Wolney Ramiro, da ESPM.

30. Vista o Cliente com a Sua Marca. Os ciclistas que participam de quatro passeios consecutivos da loja de bicicletas Blue Bike ganham camisetas. O primeiro lote, de 50 peças, saiu por R$ 2.000. Metade desse valor foi pago pela loja e a outra metade, pela Epson. É que um dos ciclistas do grupo é gerente de vendas da empresa.

31. Capriche no Som. Trilha sonora, usada como som ambiente, ajuda a atrair clientes para o estabelecimento. Para que a tática seja eficiente, é preciso selecionar cuidadosamente as músicas e o volume do som conforme o perfil do público. Uma dica: som de rock combina perfeitamente com um varejo de artigos para surfe.

32. Transforme o seu Estabelecimento em Local de Eventos. Seu estabelecimento pode servir também para reunir clientes e seus amigos. Há lojas de lingerie que promovem eventos como despedida de solteira ou ‘chá de lingerie’ e algumas revendas de artigos de cozinha cedem espaço para que os chefs de fim de semana mostrem seus dotes aos mais próximos.

33. Abrace a Comunidade. Se a sua empresa fica em um bairro de baixo poder aquisitivo, você pode promover partidas de futebol para jovens e crianças ou oferecer aulas de tricô e de bordado para as mulheres. ‘Sempre que possível, deve-se dar preferência a moradores da região nas contratações’, diz o professor Wolney Ramiro, da ESPM. ‘Isso estimulará os vizinhos a falarem bem da empresa’.

34. Dê Atenção ao Pós-Venda.O hábito de telefonar para o cliente perguntando se ele está satisfeito com o produto que comprou e se foi bem atendido ajuda a valorizar a imagem da empresa. Mas é fundamental estar preparado para tomar providências rápidas em caso de reclamação ou se for preciso trocar um produto.

35. Lembre-se do Velho Folheto. O material tem de ser produzido com linguagem objetiva e distribuído por mensageiros selecionados. Por exemplo, se os clientes potenciais forem adolescentes, alunos de uma escola próxima podem distribuir os folhetos, diz Roberto Calderón, da agência ABCZ. ‘Como recompensa, a empresa pode oferecer descontos ou brindes’.

36. Incentive os seus Vendedores. A competição saudável entre os vendedores ajuda a tornar o trabalho mais dinâmico e estimula os funcionários. Há espaço para inúmeras estratégias, como a distribuição de pequenos prêmios para quem vende a maior quantidade de itens ou o produto mais caro do dia. Não esqueça, claro, de manter a infalível comissão sobre as vendas.

37. Crie um Slogan Para os E-mails. Pense em uma frase, acrescente ao seu logo e passe a anexar essa marca registrada a todos os seus e-mails. A estratégia, de custo zero, contribuirá para consolidar a sua marca. Tome cuidado, porém, para não criar textos longos com imagens carregadas demais.

38. Atraia os Clientes com Concursos. Criar concursos é uma boa forma de atrair e interagir com o consumidor. Defina um valor mínimo de compra que dará direito a um cupom para que o cliente responda a uma pergunta – de preferência relacionada ao seu negócio – e deposite numa urna. O sorteado ganha um produto ou serviço vendido ali mesmo.

39. Ganhe Projeção na Mídia. Para ganhar respeito e visibilidade, você tem a opção de escrever artigos para publicações dirigidas ao seu público-alvo. Outra saída é oferecer-se como fonte para reportagens sobre o seu setor. Pode ser em jornais e revistas de bairro ou de associações de moradores.

40. Planeje Promoções Relâmpago. Grandes redes de supermercados, como o Wal-Mart, costumam fazer liquidações instantâneas. Pelo sistema de som interno, um funcionário anuncia, de tempos em tempos, as promoções que duram poucos minutos. A tática pode ser copiada por pequenos comerciantes. ‘Mas tudo tem que ser bem planejado para não gerar prejuízo’, diz o professor Wolney Ramiro, da ESPM.

Qual o Segredo de Sucesso das Empresas?

Abaixo eu vou reproduzir uma entrevista que Joe Calhoon deu à revista VendaMais desse mês. Nos últimos 25 anos, o consultor Joe Calhoon atendeu a mais de 500 empresas em quatro continentes, incluindo grandes companhias, como: 3M, Best Buy (o maior varejista de eletrônicos dos EUA) e a rede de hotéis The Ritz Carlton, assim como empresas pequenas em locais de diversas cidades. E o excelente resultado que obteve com essas organizações também ajudou a sua a crescer e se tornar mais lucrativa.

Além dos muitos anos em consultoria, Joe também trabalhou como palestrante sênior, afiliado a uma das principais autoridades de liderança do mundo: Stephen R. Covey, autor do livro Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes. Com essa experiência, aliada ao tempo construindo empresas, pensou: “Deve existir uma maneira mais fácil de, em uma companhia, criar mais progresso em menos tempo”.

Foi então que ele criou a PriorityAdvantage, uma empresa de consultoria especializada em ajudar instituições a terem uma performance superior através de um sistema único desenvolvido por ele e seu sócio, Bruce Jeffrey. Esse sistema está sendo implementado e realmente ajuda as companhias a crescerem.

VendaMais – Quase todos os consultores, professores e executivos de sucesso dizem que é realmente importante ter um planejamento para as empresas. Mas o que vemos é que apenas uma pequena parte realmente tem um plano claro e escrito com seus objetivos. Por que o plano é tão importante?

Joe Calhoon – Um plano ou, ainda melhor, um plano de crescimento dinâmico é o melhor indicador para mostrar se uma empresa vai ou não crescer. Ter um direcionamento claro define seu futuro ideal e como seu time vai chegar lá. Esse plano ajuda as pessoas a tomarem melhores decisões, usar o tempo de forma mais eficiente e alcançar melhores resultados.

Mesmo as pessoas que possuem esse plano claro, dizem que têm dificuldades em segui-lo. Frases como “o tempo é curto” está na lista dos motivos mais comuns e, por isso, acabam seguindo um caminho diferente do que tinham imaginado. Por que as pessoas não têm disciplina para seguir seus planos e o que devem fazer para mudar isso?

A maioria dos planos não inclui um elemento essencial: a prioridade, que leva a uma performance consistente. As prioridades definem quem faz o quê e até quando. Elas podem incluir problemas que precisam ser resolvidos, metas que têm de ser alcançadas ou capacidades que necessitam ser desenvolvidas. Prioridades começam com um verbo, terminam com uma data e têm alguma coisa que possa ser medida no meio. Se não definir claramente quais são as suas, a pessoa ficará sem rumo. Conforme as prioridades forem sendo resolvidas, a empresa revisa seu plano e determina novas prioridades. Essa dinâmica do plano é essencial para que as pessoas tenham disciplina para segui-lo e possam, finalmente, ter um progresso consistente.

Além do plano, muitos também falam sobre a missão da empresa ser muito importante. Como fazer com que a missão seja importante também para os funcionários e clientes?

Missão é propósito. Ela diz o porquê de a companhia existir, sua razão de ser. Ela não pode ser complicada, mas precisa ser curta o suficiente para caber em uma camiseta, com dez palavras ou menos. Uma missão inspiradora estimula as pessoas a trabalharem com paixão e persistência. Quando o cliente se identifica com a missão, ele tem uma tendência muito maior a se tornar leal à empresa.

A sua empresa, a PriorityAdvantage, tem um sistema que ajuda as companhias a crescerem de uma maneira mais simples. Como esse sistema funciona?

Ele oferece quatro práticas que melhoram a performance organizacional:

– Princípios – Com sete maneiras específicas de engajar funcionários e acelerar o crescimento.

– Planejamento – Guia as empresas a clarificarem sua missão, visão, valores, objetivos, estratégias e prioridades.

– Realização – Direciona a energia de cada pessoa àquelas ações que trazem o maior benefício para as prioridades estabelecidas.

– Renovação – Celebra o progresso e ajuda as instituições a adaptarem seus planos de acordo com o mercado em constante mudança.

Essas práticas, juntas, conseguem fazer com que a empresa fique realmente focada em seus objetivos e atinja os resultados propostos.

Com a economia desaquecida, qual é a melhor maneira de engajar os funcionários para atingir melhores resultados e manter a motivação nos tempos difíceis?

Para manter a motivação, os indivíduos – e as organizações – precisam conectar seus motivos, as razões pelas quais eles fazem o que fazem. Um dos maiores motivos é a sensação de estar servindo e ajudando os outros. Grandes líderes conseguem engajar os membros da equipe com a premissa de estarem realmente ajudando os clientes e também uns aos outros.

Quais são os principais erros cometidos pelos líderes e como resolvê-los?

Muitos líderes estão tão ocupados gerenciando coisas que se esquecem completamente de gerenciar e liderar pessoas. A maneira de resolver isso é entendendo que os melhores líderes criam um ambiente de alta confiança e performance na organização. Eles direcionam os indivíduos, alcançam resultados e desenvolvem a liderança dentro da empresa. Estão sempre mais preocupados com pessoas que com coisas ou tarefas.

Ao dedicar mais tempo aos funcionários, as companhias realmente possuem mais chances de terem mais sucesso em seus negócios?

Com certeza! Estudos mostram que quando uma organização está extremamente focada em servir seus clientes, funcionários e proprietários, enquanto promove a liderança na companhia, ela possui 756 vezes mais chances de ter grandes lucros que outras empresas.

Se o principal erro dos líderes é não dedicar muito tempo aos funcionários, então qual é o principal erro dos gerentes de vendas?

O maior erro, na minha opinião, é um gerente tratar todos os vendedores iguais, como se fossem uma unidade servindo uma outra, em vez de perceberem que são pessoas servindo pessoas. Cada profissional de vendas tem uma motivação, força e capacidade de levar valor ao cliente. Os melhores gerentes de vendas entendem essas diferenças e estimulam para que cada um, do seu jeito, consiga melhores resultados.

O que podemos fazer quando parte do nosso time de vendas não está alcançando os resultados necessários?

Todo vendedor tem a responsabilidade de atingir um resultado específico ou uma meta. Idealmente, você quer que todos atinjam as metas e também criem um relacionamento de confiança. Se determinada pessoa falha em uma dessas duas áreas, deixe-a seguir seu caminho em outro emprego. Agora, caso ela tenha ótimos conhecimentos e habilidades, mas, mesmo assim, não está atingindo os resultados, analise com mais cuidado como as metas estão sendo estabelecidas, como está o mercado atualmente e se a empresa está dando o suporte necessário para que cada profissional cumpra realmente com sua parte.

Qual é a melhor maneira de medirmos os resultados de uma equipe de vendas?

A maioria das empresas mede, no geral, quatro coisas: satisfação dos clientes, dos funcionários, faturamento e lucratividade. Acredito que essa também seja uma excelente forma de medir resultados de uma equipe de vendas. Em outras palavras, uma equipe de vendas precisa servir clientes de maneira eficiente e trabalhar bem com outros membros e departamentos enquanto gera um faturamento lucrativo para a companhia.

É possível colocar em prática todos os conceitos de gestão que você defende? Porque, às vezes, é comum vermos várias pessoas falando de como atingir o ideal quando, na verdade, esse ideal é muito mais difícil de ser alcançado…

Claro que esse ideal é possível, e é por isso que estamos conseguindo cada vez mais clientes satisfeitos com o sistema da PriorityAdvantage. Ter um plano escrito, claro e objetivo pode realmente fazer a diferença em seu negócio. Por exemplo: tenho em minha carteira um cartão com as cinco principais prioridades de minha companhia escritas de um lado e as minhas cinco principais prioridades pessoais escritas do outro. Foi assim que criei minha empresa de consultoria e é assim que tenho atingido grande parte do meu sucesso, que está apenas começando. Quando foco minha atenção para essas prioridades, todo o restante encontra seu lugar. Em anos de trabalho, descobri que são poucas as coisas que realmente fazem grande diferença em nossa empresa e em nossa vida. E quanto antes a gente entender e aplicar isso, antes atingiremos nossos objetivos.

Feliz Ano Novo!!

Eu recebi esse texto por e-mail agora há puco do Ivan Krüger, que fez o curso De Vendedor Para Gerente de Clientes comigo há uns quinze dias atrás. Ele é especialmente feito para aquelas pessoas que só acordam depois do Carnaval. Eu sempre adorei o Carnaval, tenho minha escola de samba, viajo e etc. Mas esse ano trabalhei todos os dias direto em prol de uma causa que eu ACREDITO. Eu quero trabalhar no que eu AMO, por isso, o Carnaval de 2009 será compensado em 2010! Porém, não se esqueçam, o ano começa no dia 1° de Janeiro, e não no final de Feveiro, início de Março, quando tem fim o Carnaval!

Aí vai o texto:

Para muitos, 2009 iniciou na quarta feira dia 25, em virtude do mito que emplaca o começo do ano novo apenas quando o carnaval termina. Você desejou feliz ano novo para estas pessoas? Talvez assim elas acordem do sono profundo, e despertem para uma abordagem mais real. Todos nós precisamos de alguém que nos chacoalhe, e como pessoas  maduras, temos que aceitar as palavras que não nos soam tão agradáveis, ao mesmo tempo que precisamos aprender a proferi-las em um tom mais moderado e amoroso àqueles a quem queremos corrigir.

 Feliz Ano Novo a você que acredita que o 2009 começou depois do carnaval. Estourou mais uma champagne? Fez a contagem regressiva? Fez as promessas que você sabe que não vai cumprir? Traçou metas realistas para sua vida? Mesmo que você continue confiando no mito pós-carnaval, se você traçou suas metas e está com vontade de “correr”, recebe aqui meu aplauso. Quero te incentivar a fazer coisas extraordinárias este ano, mesmo se você largou atrás, iniciando seu ano no dia 25 de fevereiro. Sempre é tempo de mudar, de fazer, de pensar, de melhorar e de crescer. Independente da crise mundial, da sua idade, não importa onde você está, nem quem você é, mas para onde você está indo. Quem começou o ano agora, perdeu  16,67% do ano, mas para confortar, há pessoas que largam bem, mas terminam mal. Disciplina e organização continuam sendo as palavras que norteiam o caminho do êxito de qualquer pessoa em qualquer ramo de atividade ou setor. 

Outro problema que as pessoas que iniciaram o ano agora, é que elas são mais propensas a arranjarem outra desculpa para seu fracasso no mês de março ou abril. Se não existe algo, elas inventam, como pretexto para julgarem-se azaradas e vítimas do contexto econômico pelo qual o mundo passa. A época é propícia para quem não gosta de trabalhar, pois dar desculpas e colocar a culpa no ambiente externo ou nas pessoas sempre foi fácil do que fazer as coisas acontecerem. Cuidado, pois este é um sintoma que rodeia as pessoas que começam o ano dia 25 de fevereiro. Não deixe que este vírus pegue você. Vacine-se  com boas leituras, boas pessoas e hábitos saudáveis. Feliz Ano Novo para você que já disse pelo menos uma vez neste ano: “ O ano novo começa depois do carnaval.”  Por que não traçar a meta de não pronunciar esta frase em 2010? Logo, logo ele chega…“.

Se você é do tipo que precisa ser chacoalhado, aproveite essa deixa!! Há certas coisas que só são pronunciadas uma única vez!

Acorda!! Tá na hora de mudar o mundo…

carnaval