25 dicas para melhorar as apresentações

Quer garantir que sua apresentação passe uma ótima impressão para as pessoas? Essas dicas ajudarão você a dar conta do recado

Todos nós, em algum momento ficamos, entediados com alguma apresentação. Se você tiver sorte, também pode ter ficado informado, animado e inspirado por uma apresentação excelente.

A verdade é que ninguém quer ser um zero à esquerda em uma apresentação. Se você quer ser um herói das apresentações, confira essas 25 dicas:

O assunto.

#1. Ame o seu assunto.

Seus ouvintes só estarão animados sobre o seu assunto se você estiver. Se você não está interessado no que está falando, porque você quer que outras pessoas fiquem interessadas?

#2. Pesquisa.

Saiba do que você está falando. Sem achismos, sem incertezas, sem assumir riscos que podem lhe prejudicar. Leia, escute e encontre fatos e tenha uma opinião formada.

#3. Contexto.

Apresentar o passo-a-passo de um novo produto vai soar muito diferente quando apresentado pela equipe de marketing ou pela equipe de finanças.

Pense no seu público e adeque o seu tópico para a maneira de pensar e priorizar.

#4. Relevância.

Você precisa ter uma resposta para a pergunta: por que alguém deveria se importar com o que eu vou apresentar?

#5. Pensamento único.

Ao final dessa fase você não tem que ter mais um tema, mas um pensamento único e claro com o argumento que você quer comunicar.

Mantenha-o simples para que ele seja atraente.

Dominar o assunto é o primeiro passo para uma grande apresentação.

Dominar o assunto é o primeiro passo para uma grande apresentação.

O formato.

#6. Limite de tempo.

Se não houver um limite de tempo, tenha um limite. Em seguida, tente preencher apenas ¾ desse tempo e deixe algum tempo para perguntas.

Se não houver perguntas, as pessoas vão ainda mais cedo pra casa e vão te amar por isso.

A restrição de tempo ajuda você a se concentrar no que é realmente importante para a apresentação.

#7. Coloque o plano no papel.

Bem, não precisa ser literalmente no papel. Pode ser no Evernote, ou um software de mapas mentais, se você preferir.

O ponto é: não comece sua apresentação no PowerPoint ou diretamente no software de apresentação.

Você precisa ser capaz de colocar suas ideias junto com as imagens, movê-las e brincar com a estrutura primeiro, e depois decidir como isso será apresentado.

#8. PowerPoint.

Existe um debate sobre o fato do PowerPoint ser bom ou ruim para apresentações, mas o fato é que ele é a ferramenta padrão.

Isso não significa que você tem que usá-lo de maneira padrão. Guy Kawasaki defende a regra 10/20/30: 10 slides, 20 minutos, 30 pontos de tamanho mínimo na fonte.

#9. Os slides devem ajuda-lo.

Os slides precisam manter você no assunto, e não prendê-lo no assunto. Considere o método PechaKucha ou Ignite quando você tiver uma quantidade de tempo em cada slide, fazendo com que eles avancem automaticamente.

#10. Imagens inspiram.

Não caia na armadilha do estoque horrível de fotografias ou clip-art. Considere o uso de suas próprias imagens ou explore imagens de creative commons, como o Flikr, para algo mais íntimo.

Só não se esqueça de verificar os termos da licença, se você estiver fazendo uma apresentação comercial.

O conteúdo.

#11. Curto e doce.

Isto aplica-se à apresentação como um todo e cada palavra que você usa. Atenha-se a palavras curtas e evite jargões.

#12. Conte uma história.

As pessoas interagem com histórias. Todo mundo cria narrativas, é assim o modo como entendemos o mundo. Encontre a história que você quer contar.

#13. Use exemplos.

Apresentações, muitas vezes podem ficar um pouco abstratas. Mantenha seus pontos na realidade e use experiências para usar como relações ao explicar ideias complexas.

#14. Antecipe-se às perguntas.

Em, Writing to Deadline, Donald Murray explica que, para escrever bem, você tem que manter respostas às perguntas dos leitores.

O que eles querem saber agora? Isso também vale para as apresentações. Claro que você quer despertar o interesse e o debate após a palestra, mas certifique-se que ninguém precise fazer uma pergunta óbvia.

#15. Saiba o que você pode deixar de fora.

Questões podem surgir, as pessoas podem se atrasar, às vezes imprevistos acontecem.

Saiba, de antemão o que você pode cortar, caso necessário, sem perder os pontos-chave ou o fluxo narrativo.

A preparação.

#16. Saiba como usar as ferramentas.

Se você estiver usando o PowerPoint, certifique-se de entender como ele funciona.

#17. Ensaiar.

Você precisa praticar: você precisa estar bastante familiarizado com sua apresentação, a ponto de que se algo falhar e você perder algo, você ainda possa comunicar o ponto central da sua mensagem.

Dê uma olhada e passe a apresentação entre 3 vezes no período da manhã e 3 vezes à noite. Isso ainda vai permitir que você soe mais ensaiado sobre o tema.

#18. Planeje a sua roupa.

Você vai ter o suficiente para se preocupar no dia. Pode parecer bobagem, mas você precisa escolher o que vai vestir.

Escolha e verifique que está limpo e deixe tudo pronto para usar no dia.

#19. Procure conhecer o público com antecedência.

Se possível tente descobrir onde você vai fazer a sua apresentação e exatamente o que você vai apresentar às pessoas. Você precisa saber, por exemplo, se terá que falar ao microfone, ou se a apresentação será relaxada e informal.

Além disso, saber se estará frio, se as cadeiras estão desconfortáveis são outros fatores que afetam a extensão da atenção da sua audiência e, por essas coisas fora de controle, você precisa estar consciente da forma com que se apresenta.

#20. Verifique a atualidade da apresentação.

No dia da sua apresentação algo pode ter mudado. A empresa que você vai citar de exemplo pode ter mudado de CEO, ou outras mudanças na hierarquia.

No dia antes da sua apresentação, certifique-se de que sua apresentação esteja tão moderna quanto você.

Preparar-se significa não apenas conhecer o assunto, mas também o público e o local da apresentação.

Preparar-se significa não apenas conhecer o assunto, mas também o público e o local da apresentação.

No dia da apresentação.

#21. Pegue tudo que você precisa.

Tenha cabos e os conectores necessários junto ao seu laptop. Faça um backup de sua apresentação em um cartão de memória, e algumas notas com o assunto da sua apresentação caso a tecnologia falhe.

#22. Chegue mais cedo.

Não fique nervoso. Chegue a tempo para classificar o material, beber uma água ou café (apenas de cafés e chocolates serem ruins para as cordas vocais), e se aqueça.

#23. Aquecimento.

Há muitas maneiras de relaxar e soltar-se antes de uma apresentação.

A HP Biz Answers tem uma série de 3 vídeos que ensinam como usar técnicas de atuação para relaxar, como soltar a língua e permanecer focado.

#24. Conecte-se com o seu público.

Não basta executar a apresentação de cor e salteado. É preciso se interessar pelo público para ver o quanto eles estão envolvidos, para ouvir os cochichos, e se as sobrancelhas estão franzidas.

Você foi contratado para conseguir engajamento.

#25. Compartilhe e acompanhe.

Pense em uma maneira de compartilhar sua apresentação com os participantes após o evento, por exemplo, no SlideShare.

Envie um e-mail de acompanhamento, agradecendo as pessoas pela sua participação e convide-os a fazer perguntas e comentários.

Mantenha a conversa!

___

Este artigo foi adaptado do original, “25 ways to improve your presentations”, do Bad Language.

Anúncios