Qualquer um pode inovar, mas nem todos podem

Sim, é verdade. Qualquer um pode inovar, realmente. Mas, nem todo mundo pode. Vamos ao porquê…

É muito simples. Antes de mais nada, para inovar é preciso habilidades combinadas com a vontade.

As habilidades necessárias são muito avançadas. Para começar, você precisa identificar um problema, compreendê-lo e, em seguida, ter acesso à pessoas e informações que podem lhe ajudar a resolver o problema.

E isso é apenas o começo.

Qualquer pessoa pode identificar problemas, mas nem todo mundo tem a paciência e a vontade de cavar mais fundo e continuar.

E, não muitos têm a capacidade de cultivar uma rede de ideias que seja constantemente alimentada com ideias e insights, já que nem todo mundo tem acesso à diversas fontes de conhecimento que podem ajudar a enxergar além do óbvio. E isso é crítico.

Além do mais, o fato de você ser criativo não significa nada. Milhares de pessoas altamente criativas são totalmente indisciplinadas.

As pessoas que estão mergulhadas em suas ideias precisam de uma mão amiga para fazer as coisas acontecerem. E aí que as coisas acontecem e, com a vontade, surge a ousadia.

Aqui está o gargalo. Como você vê, não é tão simples pedir ideias às pessoas e deixar que as pessoas façam o que vem à cabeça. A menos que a cultura exista, definida pelo líder, não espere que as pessoas assumam riscos e experimente as coisas.

Então, o que uma empresa precisa fazer?

A sua empresa está pronta para o desafio de criar uma cultura de inovação?

A sua empresa está pronta para o desafio de criar uma cultura de inovação?

#1. Começar a falar.

Mais fácil do que fazer, mas se a sua empresa não é tradicionalmente inovadora, então você deve fornecer às pessoas competências para a inovação.

#2. Saia do modo zumbi.

Se você é uma empresa que começou a inovar, mas perdeu o rumo, você precisa voltar às suas raízes. O mais provável é que você começou a fazer negócios de maneira usual e, precisa de uma redefinição para sair do modo zumbi.

Pergunte-se: qual a nossa razão de existir? Por que nossos clientes nos valorizam? Que diferença estamos fazendo para as pessoas? Se começássemos hoje o que faríamos de maneira diferente?

Os sinais de alerta estão bem na sua frente.

Empresas, em sua maior parte, tratam de novas capacidades como nada mais do que módulos para a estrutura atual. Este é um sinal de alerta, pois para criar uma nova capacidade, como a inovação, é preciso parar de fazer outras coisas.

Qualquer pessoa pode inovar se estiverem dispostas a mudar seus caminhos, mas nem todos podem mudar porque muitas vezes isso não é uma prioridade.

Aqueles com coragem estão fadados à glória. Dê o primeiro passo, derrame um pouco de suor para dar lugar a novos recursos. É assim que se começa a transformação.

___

Este artigo foi adaptado do original, “Anyone Can Innovate, But Not Everyone Can”, do Innovation Excellence.

Anúncios

3 Maneiras Para Pensar Grande

Todas as suas ideias parecem pequenas e insignificantes? Aqui está uma receita diferente e mais 3 dicas para você chegar a grande ideia.

Muitas pessoas são apaixonadas por grandes ideias, mas é muito difícil para a maioria das pessoas e equipes de trabalho deixar suas mentes livres e pensar grande.

Isso não é surpresa. As pessoas estão frequentemente focadas na sua rotina e lutam com o pensamento de maneira expansiva.

Para pensar grande você deve primeiro entender a causa e os benefícios de pensar pequeno. Empresas, equipes em empreendedores estão fortemente focadas em apenas fazer.

Essa abordagem pode ser muito eficaz na resolução de problemas, o que leva a maioria dos líderes à rotina. É a abordagem mais frequentemente ensinada e encorajada por gerentes e funcionários.

Mas esse foco determinado após a conclusão muitas vezes limita o escopo final dos resultados.

Quando um problema aparece, a maneira geral de solucioná-los e algo como isto:

[Solução + Resolução = Conclusão], que levam a limitação do pensamento.

Exemplo:

A equipe A tem um problema de atendimento ao cliente. É feito brainstorm com todos buscando maneiras de resolver os problemas com base nas práticas correntes e comportamentos.

Em última análise, um pequeno ajuste é feito para levar o problema a um nível aceitável e, com isso removê-lo completamente do dia-a-dia da empresa.

As pessoas se esforçam para obter uma resposta viável o mais rápido possível para que seja possível acabar com as pendências e seguir em frente. Ninguém se preocupa em pensar além do problema.

Eles só querem voltar para a sua rotina o mais rápido possível e isso aumenta a eficiência, mas deixa um monte de ideias poderosas para trás.

Como inspirar o nascimento de grandes ideias?

Como inspirar o nascimento de grandes ideias?

Sendo assim, aqui vai uma ideia para uma implementar abordagens de excelência:

[Conhecimento + Exploração = Entendimento] levando à expansão.

Exemplo:

A equipe B enfrenta o mesmo problema de atendimento ao cliente. Desta vez eles são instruídos a esquecer a questão por um momento e, assim passam por um processo de múltiplos estágios exploratórios.

  1. As pessoas são instruídas a se reunirem por uma semana sob uma desconstrução detalhada de sua completa e atual maneira de tratar o cliente.
  2. Eles compartilham a informação na reunião e agora são solicitados para voltar uma semana depois com informações detalhadas sobre como os concorrentes gerem esse processo. Eles também são orientados a explorar livros e artigos sobre atendimento ao cliente.
  3. Na próxima reunião todas as informações relevantes são compartilhadas. Eles comparam e traçam um contraste do processo da empresa com os seus concorrentes. Eles partilham ideias a partir de pensamentos de vanguarda. Eles são, então, divididos em 3 grupos e encarregados de debater e criar o processo ideal de serviço ao cliente usando melhor toda a informação que encontraram. Eles são convidados a apresentarem a sua abordagem na semana seguinte.
  4. As diferentes apresentações são revisadas, consideradas e discutidas por todos, com as ideias mais inovadoras combinadas, melhoradas e aplicadas em conformidade.

Os resultados apresentados pela equipe B de resolver os problemas no processo e, finalmente, resultam em inovação, que lhes da uma vantagem estratégica.

Os membros da equipe estão agora mais inteligentes sobre o seu mercado, sua empresa, clientes e concorrentes.

Eles vão naturalmente se sentir encorajados a expandir seus recursos ainda mais em busca de novas ideias que irão conduzir a empresa pra frente. Concedida a abordagem de grandes ideias é envolver mais.

É preciso mais esforço, mas pelos resultados vale a pena administrar a impaciência de todos. Integrar esta abordagem em sua cultura trará à tona grandes ideias regularmente, o que lhe dará vantagem competitiva sobre as outras equipes ainda focadas em coisas pequenas.

Indivíduos, equipes e empresas afins podem se beneficiar com estas dicas para a expansão do pensamento orientado:

O ambiente da sua empresa pode matar boas ideias.

O ambiente da sua empresa pode matar boas ideias.

#1. Criar um tempo específico para pensar.

Solucionadores de problemas vão tentar resolver as coisas e partirem pro próximo problema.

Separe sempre de 90 minutos a 2 horas, ou até mesmo 1 dia para resolver problemas e, em seguida utilize o tempo com outras coisas.

Não considere resolvido o problema após a primeira ideia boa. Deixe as coisas amadurecerem. Podem existir melhores ideias que virão.

#2. Incentive o aprendizado vindo de fora.

Quanto mais informações na sala, mais amplo o brainstorm. Dê aos membros da equipe tempo e recursos para crescer, aprender e explorar as coisas.

Aprenda técnicas de facilitação para aumentar a participação de todos. Ou, caso contrário, contrate um profissional que pode expandir o pensamento de todos e ensinar a facilitação ao mesmo tempo.

#3. Recompense os resultados expansivos.

Acompanhe os resultados de todos os progressos realizados a partir de sessões de pensamento expansivo. Recompense as equipes e celebre as conquistas.

Enfatize o processo e como ele ajudou a tornar a vida de todos melhor. Uma cultura que premia grandes ideias e vai atrair e manter os pensadores mais expansivos.

Obviamente, há tempo e lugar para a eficiência na solução de problemas. Você não pode usar uma abordagem de pensamento expansivo para cada pequena decisão ou você nunca vai conseguir sair do lugar.

Mas a regularidade e a difusão do pensamento expansivo vai realmente resolver problemas que ainda não identificados, trazendo maior eficiência, e dando-lhe mais tempo para executar ideias realmente grandes.

___

Este artigo foi adaptado pelo original, “How to Think Big: 3 Ways”, da revista Inc.